“A APAE é feita de esforços e atitudes
transformadoras, motivadas por
integrantes que acreditam no mesmo sonho.”
“Associação de Pais e Amigos
dos Excepcionais

Notícias

Macarronada da Apae de Brusque arrecada valores em prol da instituição

Evento ocorreu na última sexta-feira, em substituição à tradicional Festa da entidade


Como forma de celebrar seus 66 anos de fundação, bem como promover uma ação solidária em substituição a sua tradicional festa, a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Brusque realizou na última sexta-feira, 17 de setembro, a Macarronada da instituição.
Mesmo com a intensa chuva, a comunidade de Brusque foi até a sede da entidade para a retirada dos pratos, tanto no balcão ou através do sistema drive thru, que foi adaptado para garantir mais agilidade e praticidade nas entregas, por conta da chuva.
Ao todo, 1.213 cartões foram vendidos de forma antecipada, resultando na arrecadação total de R$ 32.259,73 (receita líquida) que serão utilizados para a manutenção da estrutura e dos serviços prestados pela Apae de Brusque.
“Esse ano, em função da pandemia ainda não realizamos a nossa festa e optamos em realizar esta macarronada, que foi muito bem aceita pela comunidade. Conseguimos vender todos os cartões de forma antecipada, o público veio até aqui para retirar, mesmo com a chuva, e isso mostra a credibilidade que a nossa instituição tem junto à sociedade, pelo trabalho realizado há mais de 60 anos. Esse evento sem dúvida irá contribuir muito para o caixa da entidade, na prestação de nossos serviços. Por isso agradecemos a todos que apoiaram e contribuíram de alguma forma para a realização desta ação, tanto quem adquiriu os cartões como os nossos voluntários. O nosso muito obrigada a todos”, avaliou o presidente da Apae de Brusque, Renato Roda.

Voluntários
Assim como em demais eventos promovidos pela Apae, a macarronada contou com o carinho e dedicação de muitas pessoas que se doaram e contribuíram para a realização da ação. Entre elas estava o comerciante Heriberto Pinheiro Filho, que pela primeira vez participou como voluntário de uma ação da Apae de Brusque. “Foi muito satisfatório essa experiência. Todo mundo que trabalhou se dedicou muito e valeu muito a pena participar. Saímos daqui com o sentimento de missão cumprida. Que cada um possa fazer um pouco em prol do próximo para fazer a diferença. E sem dúvida, sempre que puder, irei ajudar novamente”, declarou.
Quem também contribuiu para a realização da macarronada foi o engenheiro químico José Scharf Júnior. Ele junto com outros quatro amigos que integram a Ordem Demolay de Brusque estiveram nos bastidores do evento, no preparo dos pratos. “Sou voluntário em ações desde 2011 e é uma satisfação contribuir desta vez com a Apae de Brusque, pois é uma entidade que merece muito pelas pessoas que atende. Atuamos com muita gratidão, emoção e carinho pois sabemos da importância de contribuir. Quem ainda não conhece a Apae que venha até a entidade conhecer um pouco do trabalho que é realizado aqui e que é transformador”, comentou.
Todos os cuidados de prevenção contra a Covid-19 também foram tomados na oportunidade, como o distanciamento social, uso de álcool gel e máscaras por parte de todos os voluntários e participantes do evento, sem aglomeração.

Contribuição
Entre o público que marcou presença e garantiu a deliciosa macarronada estavam as colegas de trabalho Letícia Mello e Daniele de Oliveira Ferreira. “Foi a primeira vez que vim aqui participar. Ganhamos os cartões da nossa patroa, que foi um grande presente, e assim não poderíamos deixar de prestigiar, pois sabemos do trabalho sério que é realizado aqui”, comentou Letícia.
Da mesma forma, a dona de casa Jaqueline Tormena garantiu o jantar da sexta-feira em família com a macarronada da Apae de Brusque. “Sempre participamos dos bingos, festas e contribuímos, já que a tia do meu marido trabalha aqui e sempre nos avisa das ações que são realizadas. Mesmo com a chuva viemos, pois não poderíamos deixar de ajudar. Valeu muito a pena e vamos degustar essa deliciosa macarronada juntos com ela, em família”, comentou.
Além do público em geral, alguns alunos da instituição também estiveram no evento, acompanhando os familiares, que foram até a entidade para retirar os pratos, demonstrando a alegria e carinho que têm pela instituição.

Bazar Clube de Mães
Desde a tarde de sexta-feira, o Clube de Mães da Apae de Brusque também esteve na sede da instituição com seu bazar e diversos itens produzidos pelas voluntárias, disponíveis para a aquisição do público. Entretanto, com a necessidade de adaptação do evento para o modo drive thru, o público que retirou os kits dentro dos veículos não conseguiu ter acesso à exposição do mesmo. Apesar do imprevisto, segundo o presidente da Apae de Brusque, a entidade já está planejando outras ações para a exposição dos produtos. “Não irão faltar oportunidades para o público novamente ter acesso a esses itens feitos com tanto primor e carinho pelas voluntárias do Clube, da mesma forma que a nossa rifa, que ainda pode ser adquirida”, completou Roda.

Rifa
Mesmo após a realização da macarronada o público ainda pode adquirir a Rifa de 2021 da instituição. Este ano o primeiro prêmio será um Renault KWID Zen, 0km com itens de série. O segundo prêmio será um notebook de 14 polegadas. O terceiro prêmio será o conjunto de depurador de ambiente, forno elétrico e fogão Fischer. O quarto e quinto prêmios terão uma TV 32" para cada ganhador. O sorteio da rifa acontece pela combinação do resultado da Loteria Federal do dia 27/11/2021, conforme os anos anteriores.

Saiba mais
Fundada em 14 de setembro de 1955, em 2021 a Apae de Brusque celebra este ano seus 66 anos. A instituição é a primeira Apae formada em Santa Catarina e a segunda constituída no Brasil. Seu início foi marcado após o nascimento de Pierre Moritz, filho dos saudosos Ruth e Carlos Moritz, e que ainda é um dos alunos da entidade. Com ele, cerca de 270 alunos recebem atendimento.
Ao longo da trajetória da Apae, pais e amigos se juntaram à caminhada e contribuem de forma permanente, visando o fortalecimento da instituição e a qualidade dos serviços prestados. A Apae Brusque oferece atendimento gratuito em todas as suas frentes de atuação: Clínica Uni Duni Tê, Instituto Santa Inês e Centro de Convivência Ruth de Sá.


Confira os números da Macarronada da Apae de Brusque:
- Cartões vendidos: 1.213
- Para o preparo da macarronada, foram utilizados: 176 kg de macarrão e 180 kg de carne
- Valor total arrecadado: R$ 44.834,08
-Valor das despesas: R$ 12.574,35
-Valor líquido da macarronada: R$ 32.259,73
Leia +20/09/2021

Prestação de contas referente a 3ª parcela do Convênio 006/2021, firmado com a Secretaria de Assistência Social da Prefeitura Municipal de Brusque.

Leia +20/09/2021

Apae de Brusque promove macarronada para comemorar aniversário de fundação da instituição

Como forma de comemorar os seus 66 anos de fundação, a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Brusque realiza no dia 17 de setembro, sexta-feira, uma macarronada em prol da instituição. A ação será realizada em substituição da tradicional Festa da entidade, que desde 2020 não foi mais realizada por conta da pandemia da Covid-19.
Desta forma a comunidade de Brusque e região poderá contribuir com a entidade com a aquisição antecipada dos cartões da macarronada, no valor de R$ 25,00. O número de cartões é limitado e, desta forma, interessados devem entrar em contato com a Apae de Brusque, pelos telefones (47) 9 9936-0162 ou 3351-2482, com Milani, ou ir até a sede da instituição.
O evento será somente para a retirada dos pratos, das 17h30 às 22h, não sendo possível o consumo no local e nem a aquisição de cartões no dia.
Além disso, no dia 17, a partir das 14h, o Clube de Mães da Apae de Brusque também fará um bazar com diversos itens produzidos pelas voluntárias, que poderão ser adquiridos pelo público. Uma barraca com a venda de brigadeiros também estará disponível na oportunidade.
“Ainda não podemos fazer a nossa Festa, entretanto para não passar em branco, estamos organizando esta deliciosa macarronada, que será preparada com muito carinho, para ser retirada em nossa sede. Desta forma, contamos com a colaboração de toda a comunidade de Brusque, que sempre contribuiu com nossas ações, já que os valores arrecadados serão revertidos para os serviços e projetos prestados pela instituição em prol de nossos alunos”, comenta o presidente da Apae, Renato Roda.

Rifa
Durante a retirada dos pratos, o público também poderá adquirir a Rifa de 2021 da instituição. Este ano o primeiro prêmio será um Renault KWID Zen, 0km com itens de série. O segundo prêmio será um notebook de 14 polegadas. O terceiro prêmio será o conjunto de depurador de ambiente, forno elétrico e fogão Fischer. O quarto e quinto prêmios terão uma TV 32" para cada ganhador. O sorteio da rifa acontece pela combinação do resultado da Loteria Federal do dia 27/11/2021, conforme os anos anteriores.

Saiba mais
Fundada em 14 de setembro de 1955, em 2021 a Apae de Brusque celebra seus 66 anos. A instituição é a primeira Apae formada em Santa Catarina e a segunda constituída no Brasil. Seu início foi marcado após o nascimento de Pierre Moritz, filho dos saudosos Ruth e Carlos Moritz, e que ainda é um dos alunos da entidade. Com ele, cerca de 270 alunos recebem atendimento.
Ao longo da trajetória da Apae, pais e amigos se juntaram à caminhada e contribuem de forma permanente, visando o fortalecimento da instituição e a qualidade dos serviços prestados. A Apae Brusque oferece atendimento gratuito em todas as suas frentes de atuação: Clínica Uni Duni Tê, Instituto Santa Inês e Centro de Convivência Ruth de Sá.

SERVIÇO
Macarronada da Apae de Brusque
-Ação em substituição à Festa da entidade
-Dia 17 de setembro, sexta-feira
-Na sede da Apae (rua Augusto Bauer, nº 350, Jardim Maluche)
-Das 17h30 às 22h – somente para a retirada
-Cartões limitados e vendidos somente de forma antecipada (não haverá venda de cartões no dia do evento), no valor de R$ 25,00
-No dia também haverá venda de brigadeiros, Bazar do Clube de Mães e venda da Rifa de 2021 da Apae
-Informações na Apae de Brusque (47) 9 9936-0162 ou 3351-2482, com Milani
Leia +04/09/2021

Nona prestação de contas parcial conforme o Termo de Fomento 738/2020, firmado com a Fundação Catarinense de Educação Especial

Leia +25/08/2021

Prestação de contas referente a parcela 3 e 4 conforme o Termo Aditivo 11/2021, do Convênio 2017TR309, firmado com o Governo do Estado de Santa Catarina, por intermédio da Fundação Catarinense de Educação Especial

Leia +25/08/2021

‘A Curva da Aparênça’ é interpretada por alunos da Apae de Brusque e encanta público na Semana do Folclore

A lua cheia que iluminou o céu no início da noite de sábado, 21 de agosto, trouxe ainda mais mistério e encantamento ao espetáculo ‘Contos e Estórias’, promovido pela Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Brusque. Muita criatividade e entusiasmo pode ser visto no palco montado no pátio da instituição, durante as apresentações do conto ‘A Curva da Aparênça’, projeto que envolveu cerca de cinquenta pessoas, entre alunos, professores e coordenação. A comunidade pode conferir de perto o espetáculo, através do formato drive-in, ou seja, de seus carros. Pais e amigos dos estudantes, como também diversas outras pessoas e até famílias inteiras, prestigiaram o espetáculo cultural que teve como intuito valorizar a Semana do Folclore Brasileiro e a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência. “Hoje a Apae de Brusque, a primeira Apae de Santa Catarina, que completa no mês de setembro 66 anos, está promovendo um teatro muito lindo de se ver. Um trabalho muito grande desenvolvido pelos nossos professores, que conseguiram fazer com que os nossos alunos participassem deste espetáculo tão bonito. A presença de pais e convidados, comunidade, está muito linda em nosso pátio. E é isto o que a Apae se propõe a fazer, a inclusão, trazê-los a participar de todas as atividades possíveis. Eles se sentem realizados e nós, muito mais”, ressaltou o presidente Renato Roda.
As apresentações foram realizadas das 18h às 20h, com duração de 15 minutos cada uma, a fim de possibilitar que um maior número de pessoas conseguisse prestigiar. E o público não só marcou presença, como interagiu de seus veículos com sinais de luz e buzinas para aplaudir os alunos. No palco, o narrador dava o tom da história, interpretada com muita alegria pelos ‘alunos atores’ a cada apresentação. “Estamos realizando um sonho, de muito tempo atrás. Sempre tivemos a ideia de fazer algo relacionado à cultura de Brusque, algo feito pela Apae, para a comunidade. E quando apresentamos a proposta, todos se envolveram, diretoria, coordenação, professores e alunos. Estamos há um mês nos preparativos, nos divertindo com toda esta produção. Hoje é o grande dia, momento em que eles podem mostrar suas habilidades e este é o objetivo do projeto, mostrar a capacidade dos nossos alunos de interpretar, de produzir, de se dedicar ao projeto. Cada etapa de tudo o que foi feito, tem a mão deles. E isso é uma grande conquista”, enalteceu o professor da Apae e autor do cordel ‘A Curva da Aparênça’, Marcelo da Silva Gomes.
Quem também se uniu ao espetáculo foram as figuras folclóricas regionais, os Pelznickel, através de uma parceria com a Sociedade do Pelznickel, de Guabiruba. Entre as apresentações, eles percorreram o pátio, cumprimentando de um jeito bastante peculiar, adultos e crianças que estavam em seus veículos. A pergunta para cada um era a mesma: ‘você está se comportando?’. Dependendo da resposta, um aviso era dado. “Recebemos o convite da Apae e para nós é sempre uma oportunidade de resgatarmos as tradições, de levarmos às crianças e adultos esta cultura. A receptividade sempre é muito gratificante, todos gostam”, comenta Denis Fischer, integrante da Sociedade do Pelznickel.
De acordo com o artista visual e arte educador da Apae de Brusque, Evailson Inomata, o Vavá, o espetáculo foi pensado em possibilitar a arte ao maior número de pessoas, especialmente neste período da Semana do Folclore. “Resolvemos fazer este evento trazendo um conto local da cidade de Brusque, além de agregar outros elementos folclóricos, como a Bernunça e o Boi de Mamão. E nessa linha de fortalecer a arte e a cultura, ficamos felizes em ter conosco a banda Sábado Soul e a Sociedade do Pelznickel, que enriqueceram ainda mais nosso espetáculo. Quando fazemos esse movimento de mostrar que a arte é importante, que podemos envolver um maior número de pessoas, a gente começa a entender que a cultura faz com que uma nação, uma comunidade, possa crescer. Estamos muito felizes com todo o resultado”, enfatizou.

Orgulho e entusiasmo
Quem não tirou os olhos do palco foi o casal Pedro e Tereza de Oliveira, pais de Pedro Henrique, de 30 anos. Aluno da Apae de Brusque desde os primeiros anos de vida, assistir o filho no palco, emocionou os pais, que acompanharam o entusiasmo e ansiedade de Pedro Henrique durante o último mês, período em que ensaiou e se preparou para o espetáculo. “Ficamos muito felizes em vê-lo e também a todas as crianças”, contou o pai. “Ele estava muito ansioso, ele gosta de vir, de participar, de se envolver nos projetos e com esse não foi diferente. O Pedro Henrique é muito inteligente, um garoto que não reclama de nada, uma bênção”, comentou a mãe. No palco, Pedro Henrique deu vida a uma figura folclórica centenária, o Boi de Mamão, demonstrando sua alegria e criatividade em cada uma das cinco apresentações que participou no sábado.
Entre o público, a família de Carla Rafaela de Oliveira foi uma das que marcou presença no evento. Acompanhada do marido Jailson Mafra, do cunhado Alexandre, do filho Davi e do sobrinho Matheus, ela ficou bastante empolgada com o espetáculo. “É a primeira vez que saímos em uma experiência diferente. Nosso menino é autista, frequenta a Apae e nos encantamos com a apresentação e com ele, que gostou demais. Foi realmente incrível, algo que nos deixa até emocionados”, complementou Carla.

Leia +23/08/2021

Apae de Brusque promove evento cultural “Contos e Estórias” neste sábado, 21 de agosto

Apresentações são gratuitas e poderão ser prestigiadas pelo público no formato drive-in com reserva de horários


Neste sábado, 21 de agosto, a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Brusque promove o espetáculo cultural "Contos e Estórias". O evento tem como objetivo resgatar a tradição da chamada “Curva da Aparênça”, uma história contada há anos no bairro Limeira Alta, de Brusque, que foi vivenciada por pessoas mais idosas, e que com o passar dos anos perdeu popularidade.
Assim, com o intuito de valorizar a Semana do Folclore Brasileiro, a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência e resgatar este traço cultural local, a Apae de Brusque irá promover apresentações especiais para a comunidade. O evento também contará com a participação especial de integrantes da Sociedade Pelznickel, de Guabiruba.

Como prestigiar
O espetáculo cultural acontece no pátio da instituição, das 18h às 20h, onde serão realizadas cinco apresentações teatrais, com 15 minutos de duração, e intervalos entre as mesmas. O evento será apresentado no formato drive-in, ou seja, o público irá acompanhar as apresentações dentro de seus veículos.
Desta forma, para garantir uma melhor organização e evitar aglomerações de veículos, o público interessado deverá entrar em contato com a Apae de Brusque, através do whats app: (47) 9 9137-0573 para reservar um dos horários das apresentações. “Seguindo todos os protocolos necessários por conta da pandemia, estamos organizando este verdadeiro espetáculo, que será apresentado para aos familiares dos nossos alunos e também para comunidade local. Desta forma, convidamos a todos para fazerem contato conosco, reservarem seus horário e prestigiar”, comenta a diretora executiva, Rosecler Ceratti Foletto.

História
A iniciativa surgiu após pesquisas do professor Marcelo da Silva Gomes a respeito da “A Curva da Aparênça”, que escreveu um cordel a respeito do tema. Baseado neste trabalho, junto com demais profissionais da Apae de Brusque a equipe desenvolveu um teatro de sombras para ilustrar o conto, e realizaram até atividades de Educação Física, baseadas nas estrofes. E a equipe foi além: preparou um incrível cenário para que os alunos da instituição apresentem o conto neste sábado, 21, em forma de peça teatral.
“O objetivo é fomentar e descentralizar o acesso à cultura e à arte, demonstrando todo o potencial artístico da instituição, bem como possibilidades expressivas e inclusivas. Assim, as apresentações possibilitam a aproximação com as artes cênicas”, comenta Gomes.

Concurso Cartões de Natal
Além disso, no sábado, 21, após as apresentações também acontece a Etapa Regional Médio Vale do Concurso Cartões de Natal 2021. Na oportunidade será realizada a escolha do cartão das 11 Apaes do Médio Vale que irá representar a região na etapa estadual do concurso. Assim, o público poderá conhecer o cartão selecionado pelos jurados. O resultado final será transmitido em uma live, após as 20h, no canal do Youtube da Apae de Brusque.


SERVIÇO
Espetáculo cultural "Contos e Estórias"
Inspirado no conto “Curva da Aparênça”
Sábado, 21 de agosto
Das 18h às 20h
No pátio da Apae de Brusque – formato drive-in
Evento gratuito, entretanto é necessário reservar um dos horários das apresentações através do Whats App (47) 9 9137-0573
Leia +19/08/2021

Prestação de contas referente a 2ª parcela do Convênio 006/2021, firmado com a Secretaria de Assistência Social da Prefeitura Municipal de Brusque.

Leia +18/08/2021

Apae de Brusque homenageia 100 anos do nascimento de dona Ruth de Sá Moritz

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Brusque inaugurou na tarde de segunda-feira, 16 de agosto, o painel artístico “Amor Incondicional”, que traz o retrato de Dr. Carlos Mortiz, dona Ruth de Sá Mortiz (in memoriam) e de Pierre, filho do casal, e aluno mais antigo da instituição.
A inauguração do mural marcou a passagem dos 100 anos de nascimento de dona Ruth, na última sexta-feira, 13 de agosto, e serviu como uma grande homenagem à ela pela dedicação e trabalho voluntário realizado em prol da entidade.
A cerimônia contou com a presença de colaboradores, integrantes da diretoria da entidade, além de Pierre e de outros dois filhos do casal: Carlos Moritz Filho (Caloca Moritz) e Maria Teresa Moritz Montibeller, que atualmente é vice-presidente da Apae de Brusque e voluntária do Clube de Mães.

Honrar o passado
Durante o evento, o presidente da Apae de Brusque, Renato Roda, enalteceu a importância da homenagem, que não só valoriza o trabalho artístico, mas também retrata o legado de quem iniciou a luta em prol da instituição. “A Apae sente-se honrada em poder, junto à Família Moritz, eternizar esta imagem em forma de arte, e que demonstra todo o reconhecimento da entidade por essa causa, iniciada há 66 anos e que hoje atende com muito amor 270 alunos. Esta é uma data muito significativa e temos certeza que, se viva estivesse, dona Ruth estaria muito feliz e orgulhosa do que a Apae é hoje”, comentou.
Na oportunidade, Caloca Moritz agradeceu a homenagem e também relembrou as reuniões realizadas na residência da família e que deram início à fundação da instituição. “É muito emocionante estar aqui e prestigiar esta obra em homenagem aos nossos pais. Além do que é uma forma de contemplarmos a grandeza da Apae, deste sistema presente em todo o país e que precisa de tanto apoio. Gostaríamos de parabenizar o professor Vavá, autor da obra, por esse belo trabalho e também a toda a diretoria da instituição, pois é muito bom sabermos que diversos voluntários e profissionais diariamente dão continuidade a esta causa, que foi ampliada e atende tantas pessoas e famílias. O nosso muito obrigada”, declarou.
Da mesma forma a irmã, Maria Teresa Moritz Montibeller agradeceu ao ato e a todos que sempre contribuíram para a Apae de Brusque. “Fico muito agradecida pela homenagem, pois sabemos que essa ‘semente plantada’ por eles teve sempre muito apoio da comunidade, que sempre acolheu essa ideia. Sabemos que os desafios são muitos nesse trabalho tão sério que é realizado aqui. Mas, ao mesmo tempo, sabemos que todos que atuam na Apae são pessoas do bem e que buscam dar o melhor de si a quem precisa. E somos muito gratos a isso”, completou.

A obra
Localizado na entrada do Centro de Convivência Ruth de Sá (Cecon), o painel de 4,5 x 5,5 metros é de autoria do artista visual e arte educador da Apae de Brusque, Evailson Inomata, o Vavá. O projeto foi contemplado com recursos da Lei Audir Blanc e integra o projeto “Artes de Murais para Humanizar os concretos de Brusque”.
“Quando pensamos em produzir essa obra ela veio ao encontro de um desejo de algum tempo da instituição, em demonstrar, através da arte, quem foram os fundadores da instituição e que deram início a este sonho. Por isso o nome da obra foi ‘Amor incondicional’, pois retrata o amor dos pais pelo filho e a busca em sempre fazer o melhor. E através deste amor, da dona Ruth e do Dr. Carlos, eles fizeram com que a Apae de Brusque fosse a segunda do país e a primeira em Santa Catarina, e que ao longo desses 66 anos realizasse uma importante transformação social e na vida de todos que aqui são atendidos e acolhidos, com trabalho especializado”, comentou Vavá.
A obra conta também conta com alguns elementos orientais em sua composição, como o chamado “tsuru” (a ave japonesa símbolo da longevidade), flor de cerejeira, entre outros. Além disso, a ilustração é híbrida: a imagem de Dr. Carlos e dona Ruth foi feita em preto e branco, uma alusão à suas memórias, em contraste com a imagem de Pierre, colorida, já que o mesmo ainda frequenta a entidade. “A ideia foi trabalhar as técnicas artísticas, mas também instigar o público, em o porquê da obra. É uma alegria imensa ter feito este projeto, que traduz muito carinho, além de estar apresentado à comunidade, através da arte, quem foram os pioneiros deste movimento apaeano por aqui”, declarou.

Homenageada
Nascida no Rio de Janeiro, em 13 de agosto de 1921, Ruth de Sá Moritz era filha de comerciante português. Mulher tímida e recatada, se preparava para seguir a vida religiosa em um convento até que em um baile de formatura conheceu Carlos Moritz, que dias depois pediu sua mão em casamento. Recentemente formado em medicina, Carlos morava no interior de Santa Catarina, e na época pretendia retornar a sua terra natal para atuar como médico. Assim, em 20 de maio de 1942 Ruth e Carlos se casaram e vieram morar em Brusque.
Da união nasceram sete filhos: Carlos, Pierre, Luiza, César, Cristina, Rogério e Maria Tereza. O segundo, Pierre, nasceu com necessidades especiais. A preocupação da família com ele e com demais crianças que também tivessem alguma deficiência fez o casal fundar um local onde essas crianças e jovens pudessem ser bem atendidos e estivessem integrados na sociedade. Assim, em 14 de setembro de 1955, com o auxílio da comunidade local, foi fundada a Apae de Brusque – a primeira Apae de Santa Catarina e a segunda do país.
Ao longo de toda a sua vida, dona Ruth nunca deixou sua fé e religiosidade de lado. Exerceu os mandamentos de Deus da forma mais fiel e, desde a fundação da instituição, até seu falecimento, em 10 de setembro de 2010, se dedicou a diversas atividades da Apae, em especial ao Clube de Mães, sempre em prol dos mais necessitados.

História
Fundada em 14 de setembro de 1955, em 2021 a Apae de Brusque celebra seus 66 anos. A instituição é a primeira Apae formada em Santa Catarina e a segunda constituída no Brasil. Seu início foi marcado após o nascimento de Pierre Moritz, filho dos saudosos Ruth e Carlos Moritz, e que ainda é um dos alunos da entidade. Com ele, cerca de 270 alunos recebem atendimento.
Ao longo da trajetória da Apae, pais e amigos se juntaram à caminhada e contribuem de forma permanente, visando o fortalecimento da instituição e a qualidade dos serviços prestados. A Apae Brusque oferece atendimento gratuito em todas as suas frentes de atuação: Clínica Uni Duni Tê, Instituto Santa Inês e Centro de Convivência Ruth de Sá (Cecon).
Leia +17/08/2021

Apae de Brusque divulga vencedor da etapa local do Concurso de Cartões de Natal 2021

Trabalho vencedor irá representar a instituição na fase regional do concurso

A Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Brusque realizou na tarde de terça-feira, 10 de agosto, a divulgação do trabalho vencedor na etapa de Brusque do Concurso de Cartões de Natal 2021. Na oportunidade o aluno Richard Nicolas Colares Gordo, 23 anos, foi o vencedor, com o cartão “Papai Noel surfando em Itajaí”. O cartão de Richard recebeu 14 votos no total e a partir de agora irá representar a instituição na etapa regional do concurso, junto com outros 10 trabalhos de outras Apaes do Médio Vale.
A escolha do cartão foi por meio de voto dos profissionais que atuam na Apae de Brusque e também pelos pais e familiares dos alunos. Os trabalhos foram expostos na sede da instituição, sem identificação do nome do autor, para que a escolha fosse democrática. Com 279 alunos, a Apae de Brusque produziu 123 trabalhos no total, com o intuito de que todos os alunos que estão indo presencialmente na instituição participassem de algum modo, já que este ano foi possível a produção coletiva dos cartões, ampliando ainda mais a inclusão.

Técnicas
Durante o anúncio do representante da etapa brusquense, Richard demonstrou sua alegria e orgulho em ter o trabalho escolhido. “É muito gratificante ganhar esse prêmio. Gostei muito de ter ficado em primeiro lugar, fiquei feliz. Agradeço por todos os professores: Joice, Vavá, Marcelo, e meus pais, que são tudo para mim. Parabéns a todos os outros alunos que também participaram”, ressaltou o aluno do Programa de Preparação para o Mercado de Trabalho ou Pré-Qualificação, do Centro de Convivência Ruth e Sá (Cecon).
O cartão vencedor contou com técnicas de pintura, desenho e colagem.
Como prêmio, além da classificação na etapa regional, Richard também foi contemplado com uma obra de arte, produzida pelo professor Marcelo da Silva Gomes, como troféu pela colocação.

Etapas
Este ano, a entidade brusquense também irá sediar a etapa regional do concurso. Assim, no dia 21 de agosto acontece a votação da etapa regional, onde cada uma das 11 Apaes que integram o Médio Vale estará representada por um trabalho. Serão convidados cinco profissionais formados em artes visuais para a votação e seleção do cartão que irá representar a região na etapa estadual.
A divulgação do trabalho vencedor do Médio Vale será feita em uma live, no dia 21 de agosto, durante um evento relacionado a Semana do Folclore e também a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla, que irá ocorrer na sede Apae de Brusque. Já no dia 15 de setembro acontece a etapa estadual, onde o trabalho regional escolhido irá concorrer com demais do Estado.
O projeto é uma iniciativa da Federação Estadual das Apaes, através da Coordenação Estadual de Arte e coordenadores de Arte Regionais, e tem como objetivo selecionar trabalhos para o concurso nacional, que serão utilizados para a campanha de final de ano.

Possibilidades e conquistas
De acordo com o Coordenador Regional do Núcleo Artístico das Apaes do Médio Vale, Evailson Inomata, o Vavá, que é artista visual e arte educador da Apae de Brusque, o resultado da etapa local do concurso demonstra o potencial de todos os alunos da instituição. “Foi uma disputa bem acirrada, devido ao nível artístico que tivemos com as obras. Ficamos muito felizes com isso e pensamos em outras propostas artísticas a partir de agora também. Sabemos que há esse potencial na Apae de Brusque e queremos cada vez envolver a comunidade local neste processo, fazendo da Arte uma ferramenta de transformação. E juntos sempre conseguimos fazer muito mais”, completou.
Leia +11/08/2021

Apae de Brusque realiza venda de rifa de 2021 em prol da entidade


A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Brusque desde o mês de junho promove a venda da tradicional Rifa da entidade. Interessados em adquirir os blocos e bilhetes devem entrar em contato direto com a Apae de Brusque, com Milani, através do telefone: (47) 3351-2482. O valor de cada bilhete é de R$ 5.

Sorteio
Em 2021 o primeiro prêmio da rifa será um Renault KWID Zen, 0km com itens de série. O segundo prêmio será um notebook 14 polegadas. O terceiro prêmio será o conjunto de depurador de ambiente, forno elétrico e fogão Fischer. O quarto e quinto prêmios terão uma TV 32" para cada ganhador.
O sorteio da rifa acontece pela combinação do resultado da Loteria Federal do dia 27/11/2021, conforme os anos anteriores.

Festa
De acordo com o diretor presidente da Apae, Renato Roda este ano mais uma vez a rifa está sendo vendida de forma independente da tradicional Festa da entidade, sempre realizada no mês de setembro. “Até o momento ainda não temos a definição exata se será possível realizar a nossa Festa. Por isso, não podemos abrir mão da nossa rifa, já que este é um recurso muito importante para a nossa entidade, pois vários eventos de arrecadação previstos desde o ano passado não puderam mais ser realizados. Por isso, solicitamos a todos que nos auxiliem nesta importante ação”, comenta.

Saiba mais
Fundada em 14 de setembro de 1955, em 2021 a Apae de Brusque celebrou seus 66 anos. A instituição é a primeira Apae formada em Santa Catarina e a segunda constituída no Brasil. Seu início foi marcado após o nascimento de Pierre Moritz, filho dos saudosos Ruth e Carlos Moritz, e que ainda é um dos alunos da entidade. Com ele, cerca de 270 alunos recebem atendimento.
Ao longo da trajetória da Apae, pais e amigos se juntaram à caminhada e contribuem de forma permanente, visando o fortalecimento da instituição e a qualidade dos serviços prestados. A Apae Brusque oferece atendimento gratuito em todas as suas frentes de atuação: Clínica Uni Duni Tê, Instituto Santa Inês e Centro de Convivência Ruth de Sá.


SERVIÇO
Venda de Rifas da Apae de Brusque 2021
-Na sede da entidade ou com voluntários/festeiros
-Sorteio: combinação do resultado da Loteria Federal do dia 27/11/2021
-Prêmios:
1º prêmio: Renault Kwid Zen, 0km, com itens de série
2º prêmio: 1 Notebook 14 polegadas
3º prêmio: Depurador de ambiente, forno elétrico e fogão Fischer
4º prêmio: 1 TV 32"
5º prêmio: 1 TV 32"
-Mais informações: (47) 3351-2482
Leia +06/08/2021

Prestação de contas referente a parcela 1 e 2 conforme o Termo Aditivo 11/2021, do Convênio 2017TR309, firmado com o Governo do Estado de Santa Catarina, por intermédio da Fundação Catarinense de Educação Especial

Leia +23/07/2021

Oitava prestação de contas parcial conforme o Termo de Fomento 738/2020, firmado com a Fundação Catarinense de Educação Especial

Leia +23/07/2021

Prestação de contas referente a 1ª parcela do Convênio 006/2021, firmado com a Secretaria de Assistência Social da Prefeitura Municipal de Brusque.

Leia +23/07/2021

Apae de Brusque participa do Concurso de Cartões de Natal 2021

Instituição também irá sediar etapa regional do concurso

Desde segunda-feira, 19 de julho, quem chega até a sede da Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Brusque tem a sensação que o Natal chegou mais cedo na instituição. Isso porque estão sendo expostos mais de cem trabalhos produzidos pelos alunos da entidade com o tema, para o Concurso Regional de Cartões de Natal 2021. O projeto é uma iniciativa da Federação Estadual das Apaes, através da Coordenação Estadual de Arte e coordenadores de Arte Regionais, e tem como objetivo selecionar trabalhos para o concurso nacional, que serão utilizados para a campanha de final de ano.

Produção e estimulação
Assim, nas últimas semanas, alunos, colaboradores e familiares estiveram envolvidos com o processo de produção dos trabalhos, que contou com uma formação para os professores, bem como orientações para as famílias a respeito do processo de confecção dos cartões.
Segundo a orientadora pedagógica da Apae de Brusque, Sandra Sapelli de Almeida Waldrigues foram utilizadas diversas técnicas com tintas, aquarela, lápis de cor, giz de cera, entre outros, que permitiram a confecção dos materiais bem como proporcionaram aos alunos diversos estímulos sensoriais. “Percebemos um grande ganho em participar com os alunos e professores desse projeto. A questão da inclusão é algo incrível e trabalhamos com todos os alunos diversas maneiras de eles se expressarem, de demonstrarem as formas que eles veem a vida. E é muito importante para a Apae oferecer essas oportunidades para os alunos demonstrarem seus talentos, onde todos se envolvem e a sociedade conhece o que é feito aqui”, comentou.
Com 279 alunos, a Apae de Brusque produziu mais de cem trabalhos, com o intuito de que todos os alunos participassem de algum modo, já que uma das novidades do concurso deste ano foi a possibilidade de produção coletiva do cartão, o que permitiu a inclusão ainda maior. “Foram várias técnicas utilizadas para envolver os alunos que possuem mais dificuldades motoras e de expressão e, quando isso ocorre, um complementa o trabalho do outro para o desenvolver do desenho. E neste processo percebemos o encantamento deles com as possibilidades, com as cores, com o que saiu do papel, o que os deixou muito felizes”, completou Sandra.

Etapas
O concurso local iniciou nesta segunda-feira, 19, e vai até sexta-feira, 23. A votação nesta etapa será realizada pelos profissionais que atuam na Apae de Brusque e também pelos pais e familiares dos alunos. Os trabalhos estão sendo apresentados na sede da instituição, sem identificação do nome do autor, para que a escolha seja democrática. A divulgação do trabalho que irá representar a Apae de Brusque será no dia 26 de julho.
Este ano, a entidade brusquense também irá sediar a etapa regional do concurso. Assim, no dia 21 de agosto acontece a votação da etapa regional, onde cada uma das 11 Apaes que integram o Médio Vale estará representada por um trabalho. Serão convidados cinco profissionais formados em artes visuais para a votação e seleção do trabalho que irá representar a região na etapa estadual.
A divulgação do trabalho vencedor do Médio Vale será divulgado em uma live, no dia 21 de agosto, durante um evento relacionado a Semana do Folclore e também a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência, que irá ocorrer na sede Apae de Brusque. Já no dia 15 de setembro acontece a etapa estadual, onde o trabalho regional escolhido irá concorrer com demais do Estado.

Possibilidades e conquistas
De acordo com o Coordenador Regional do Núcleo Artístico das Apaes do Médio Vale, Evailson Inomata, o Vavá, que é artista visual e arte educador da Apae de Brusque, o concurso buscou mobilizar as demais unidades da região para estimular a participação dos alunos no concurso, não pela competição em si, mas pela importância inclusiva que o projeto está proporcionando. “A primeira proposta é sermos mais inclusivos e possibilitar a arte ao maior número de pessoas. E queremos justamente envolver todos, independentemente de suas dificuldades, já que a participação é o maior prêmio que podemos ter: vendo o processo de produção dos alunos, a superação de cada um, a evolução e a conquista de pequenas coisas. Esperamos que os trabalhos das demais instituições também estejam bem bacanas, com muita sensibilidade artística. Juntos podemos muito mais”, ressalta Vavá.
O vencedor das etapas de Brusque e também da regional serão presenteados com um troféu confeccionado e também uma obra.

Leia +21/07/2021

Sétima prestação de contas parcial conforme o Termo de Fomento 738/2020, firmado com a Fundação Catarinense de Educação Especial

Leia +27/06/2021

Apae de Brusque inicia venda de rifa de 2021 em prol da entidade

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Brusque inicia na quarta-feira, 16 de junho, a venda da tradicional rifa da entidade. Interessados em adquirir os blocos e bilhetes devem entrar em contato direto com a Apae de Brusque, com Milani, através do telefone: (47) 3351-2482. O valor de cada bilhete é de R$ 5.

Sorteio
Em 2021 o primeiro prêmio da rifa será um Renault KWID Zen, 0km com itens de série. O segundo prêmio será um notebook 14 polegadas. O terceiro prêmio será o conjunto de depurador de ambiente, forno elétrico e fogão Fischer. O quarto e quinto prêmios terão uma TV 32" para cada ganhador.
O sorteio da rifa acontece pela combinação do resultado da Loteria Federal do dia 27/11/2021, conforme os anos anteriores.

Festa
De acordo com o diretor presidente da Apae, Renato Roda este ano mais uma vez a rifa está sendo vendida de forma independente da tradicional Festa da entidade, sempre realizada no mês de setembro. “Até o momento ainda não temos a definição exata se será possível realizar a nossa Festa. Por isso, não podemos abrir mão da nossa rifa, já que este é um recurso muito importante para a nossa entidade, pois vários eventos de arrecadação previstos desde o ano passado não puderam mais ser realizados. Por isso, solicitamos a todos que nos auxiliem nesta importante ação”, comenta.

Saiba mais
Fundada em 14 de setembro de 1955, em 2021 a Apae de Brusque celebrou seus 66 anos. A instituição é a primeira Apae formada em Santa Catarina e a segunda constituída no Brasil. Seu início foi marcado após o nascimento de Pierre Moritz, filho dos saudosos Ruth e Carlos Moritz, e que ainda é um dos alunos da entidade. Com ele, cerca de 270 alunos recebem atendimento.
Ao longo da trajetória da Apae, pais e amigos se juntaram à caminhada e contribuem de forma permanente, visando o fortalecimento da instituição e a qualidade dos serviços prestados. A Apae Brusque oferece atendimento gratuito em todas as suas frentes de atuação: Clínica Uni Duni Tê, Instituto Santa Inês e Centro de Convivência Ruth de Sá.


SERVIÇO
Início da venda de Rifas da Apae de Brusque 2021
-A partir de 16 de junho
-Na sede da entidade ou com voluntários/festeiros
-Sorteio: combinação do resultado da Loteria Federal do dia 27/11/2021
-Prêmios:
1º prêmio: Renault Kwid Zen, 0km, com itens de série
2º prêmio: 1 Notebook 14 polegadas
3º prêmio: Depurador de ambiente, forno elétrico e fogão Fischer
4º prêmio: 1 TV 32"
5º prêmio: 1 TV 32"

-Mais informações: (47) 3351-2482


Leia +15/06/2021

Pedágio da Apae arrecada mais de R$ 39 mil

O dia de sábado, 12 de junho, amanheceu frio em Brusque. No entanto, mais de 300 voluntários acordaram cedo, deixaram para trás uma manhã de folga e se encheram de esperança para realizar mais uma edição do tradicional pedágio da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Brusque. A ação ocorreu nos principais semáforos do município e alcançou o valor de R$ 39.156,00.
“A diretoria da entidade, professores, colaboradores e, principalmente, os voluntários, deram todo o seu esforço para a arrecadação de um valor acima de nossas expectativas e que será muito bem-vindo ao nosso caixa nesses tempos de pandemia”, destaca o presidente da Apae Brusque, Renato Roda.
Segundo ele, desde a retomada do atendimento presencial na entidade, houve um aumento considerável das despesas com Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). “Álcool, máscaras, luvas, vestimentas, coletes e jalecos que são renovados a cada atendimento. Por isso, deixo meu agradecimento especial a todos que se envolveram neste pedágio. Que o coração de todos se sinta recompensado, da mesma forma que está o meu e o de todos os voluntários”, enfatiza o presidente.

Voluntários
“Você quer contribuir com o pedágio da Apae?”. Esta foi a frase mais ouvida na manhã de sábado, pelas sinaleiras do município. A presença dos voluntários podia ser avistada de longe, não apenas pelos coletes coloridos, mas pelos sorrisos que estampavam no rostos. Mais de 300 pessoas unidas por uma única causa: a manutenção de uma entidade que Brusque que todos aprenderam a amar.
Na Ponte Estaiada, ano após ano uma parceria se renova: Edemar Luiz Aléssio (Palmito) e Anselmo Scarduelli. Os amigos perderam as contas de quantos pedágios já participaram. Mas a vontade de ajudar permanece inalterada. “É gratificante ver a generosidade das pessoas, elas entendem que estamos aqui por uma boa causa”, diz Palmito.
A humildade de quem passa por um pedágio social, seja de carro, moto, bicicleta ou até mesmo caminhando, foi enaltecida pelo voluntário. “Alguns sentem constrangimento de contribuir com pouco, mas cada doação, quando somada, faz uma grande diferença. Também existem pessoas que se prepararam e, em cada sinaleira, doam um pouco de valor. Assim, elas incentivam e alegram os voluntários. O importante é que todos contribuem com o maior prazer”, ressalta.
Um pouco distante do centro da cidade, a voluntária Laura Bresciani trabalhava com alegria pela primeira vez no pedágio da Apae. “Cresci vendo minha mãe se doar pelos outros. Ela benzia, fazia garrafada, aplicava injeção nos doentes. Hoje sigo esse caminho e me sinto feliz quando posso ajudar o próximo”, relata.
Laura veio a convite da amiga, Bianca Rudge que por seis anos foi colaboradora da Apae. “Reconheço o trabalho sério desenvolvido pela entidade e o quanto custa acolher e estimular pessoas com deficiência. É preciso ajudar”, relata.
Bianca aproveitou o mês de junho e veio à caráter para uma festa junina, com vestido rodado e colorido. É esta alegria que todos os anos ela traz para o pedágio. “Já fui Batman, já fui Robin, já fui uma palhaça. Isso anima os pais, anima as crianças e anima nossa equipe de voluntários”, pontua.
Leia +13/06/2021

Apae de Brusque e Unifebe assinam Convênio de Cooperação

Parceria irá proporcionar com que acadêmicos possam desenvolver projetos de acordo com as necessidades da Apae, nas mais diversas áreas


A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Brusque recebeu em sua sede na manhã desta quarta-feira, 9 de junho, a visita de representantes do Centro Universitário de Brusque – Unifebe.
Na oportunidade o grupo visitou a estrutura da Apae e conheceu melhor os trabalhos e projetos desenvolvidos nas três unidades de serviço que integram a instituição: Clínica Uni Duni Tê, Instituto Santa Inês e Centro de Convivência Ruth de Sá.

Convênio
Em seguida, foi realizada a assinatura de um Convênio de Cooperação Técnica e Pedagógica entre ambas as instituições, para a realização de atividades de extensão pelos alunos dos cursos de graduação da Unifebe. O convênio tem duração de cinco anos, podendo ser prorrogado.
“A Apae sente-se honrada com a visita e com a celebração deste convênio. São duas entidades que primam em atender a comunidade de Brusque e da região e temos certeza que essa parceria trará inúmeros benefícios para ambas as instituições, em várias áreas de ensino que a Unifebe mantém, aliando o conhecimento dos alunos para nos auxiliar em muitas ações”, declarou na oportunidade o diretor presidente da Apae de Brusque, Renato Roda.
Da mesma forma, a reitora da Unifebe, Rosemari Glatz enalteceu a importância da parceria oficializada, que há alguns anos já era discutida e que a partir de agora será concretizada, podendo envolver os mais de 20 cursos de graduação, em diversas áreas, oferecidos pela Unifebe. “Ambas as instituições têm muito em comum, quando pensamos em associação e em comunidade. E desta forma, tanto a Apae irá somar para a formação dos nossos acadêmicos, como os nossos acadêmicos poderão contribuir, na prática, para uma entidade tão respeitada, admirada e séria quanto a Apae. Com certeza serão inúmeras as ações desenvolvidas e essa parceria com certeza trará bons resultados e bons frutos”, acrescentou Rosemari.

Presença
A visita foi acompanhada pela vice-presidente da Apae, Maria Tereza Moritz Montibeller; pelo integrante dos conselhos Administrativo e Consultivo da associação, Márcio Belli; o diretor financeiro da entidade, Cândido Horácio Godoy; o conselheiro fiscal, Sebastião Ernani Póia; a diretora executiva, Rosecler Ceratti Foletto; e o assistente social, Juliano Ferreira França.
Também estiveram presentes na oportunidade o vice-reitor da Unifebe, professor Sergio Rubens Fantini; o pró-reitor de Graduação e interino de Pós-Graduação, Pesquisa, Extensão e Cultura da universidade, professor Sidnei Gripa; e a supervisora de Extensão, Luana Franciele Fernandes Alves.

A Apae de Brusque
Fundada em 14 de setembro de 1955, em 2021 a Apae de Brusque celebrou seus 66 anos. A instituição é a primeira Apae formada em Santa Catarina e a segunda constituída no Brasil. Seu início foi marcado após o nascimento de Pierre Moritz, filho dos saudosos Ruth e Carlos Moritz, e que ainda é um dos alunos da entidade. Com ele, cerca de 270 alunos recebem atendimento.
Ao longo da trajetória da Apae, pais e amigos se juntaram à caminhada e contribuem de forma permanente, visando o fortalecimento da instituição e a qualidade dos serviços prestados. A Apae Brusque oferece atendimento gratuito em todas as suas frentes de atuação: Clínica Uni Duni Tê, Instituto Santa Inês e Centro de Convivência Ruth de Sá.
Leia +09/06/2021

Clínica Uni Duni Tê ressalta a importância do Dia Nacional do Teste do Pezinho

O Dia Nacional do Teste do Pezinho, celebrado no domingo, 6 de junho, reforça a importância da realização da triagem neonatal, que busca investigar doenças genéticas, metabólicas e infecciosas, que podem levar à deficiência intelectual e demais danos à saúde do bebê, se não forem tratadas desde os primeiros dias de vida das crianças.
O teste é obrigatório e gratuito em todo o território nacional, realizado a partir da coleta de gotinhas de sangue do calcanhar dos bebês, preferencialmente no 3º dia de vida. Atualmente o Teste do Pezinho pode identificar até seis tipos diferentes de doenças: fenilcetonúria, hipotireoidismo congênito, síndromes falciformes, fibrose cística, hiperplasia adrenal congênita e deficiência de biotinidase.
Este ano a data também é lembrada por um importante conquista: a ampliação do teste para 50 tipos de doença, por meio da Lei nº 14.154, sancionada pelo presidente da república no último dia 26 de maio, que aperfeiçoa o Programa Nacional de Triagem Neonatal e amplia o número de doenças a serem rastreadas pelo Teste do Pezinho.

Referência local
Em Brusque, a Clínica Uni Duni Tê desde 1991 é responsável pela realização do teste nos bebês nascidos no município e também nas cidades de Guabiruba e Botuverá.
De acordo com a coordenadora da Uni Duni Tê, Valdete Batisti Archer, em 2020 foram realizados 2.223 testes pela clínica, e em média, uma a quatro crianças por ano apresentam alterações confirmadas no exame. “Nesses casos, os bebês são encaminhados para centros de referência, como o Hospital Joana de Gusmão (Florianópolis), onde são realizados exames específicos e demais acompanhamentos e tratamentos necessários, feitos ao longo da vida da criança”, explica.
Para garantir que todos os bebês nascidos em Brusque, Guabiruba e Botuverá possam realizar o teste, a Uni Duni Tê também realiza um monitoramento em parceria com os hospitais e as Unidades Básicas de Saúde (UBS) da região. “Em 2020 tivemos 14 crianças que fizeram o teste após uma intervenção das UBS. Alguns casos porque os pais achavam que o teste já tinha sido feito, outros porque não tinham condições de vir até a clínica. Assim, essa parceria e mobilização garante também que Brusque, Guabiruba e Botuverá tenham um bom monitoramento, para que nenhuma criança fique sem a realização do teste”, assegura.

Parceria na prevenção
Para garantir a prevenção e impedir o desenvolvimento das doenças, a orientação é que o exame seja realizado preferencialmente no 3º dia de vida da criança, não sendo indicado ultrapassar o 5º dia de vida. Isso porque em algumas alterações e doenças é necessário que a partir do 14º dia de vida da criança já se inicie o tratamento, para que se evitem sequelas mais graves. “Após a coleta, as amostras são encaminhadas para o laboratório de referência, e em algumas doenças, caso haja detecção, há necessidade de exames complementares. Por isso esse importante trabalho de conscientização dentro do município, com os hospitais e a família, para que a coleta seja feita entre o 3º e 5º dia de vida do bebê e para que haja tempo hábil para o início do tratamento, caso seja necessário”, completa Valdete.

Lei e ampliação
Em relação a Lei nº 14.154, sancionada recentemente, a coordenadora da Uni Duni Tê destaca que o processo de ampliação do número de doenças feitas pelo teste será realizado em etapas, o que será estabelecido pelo próprio Ministério da Saúde em relação aos prazos de implementação de cada fase do processo. “Ao todo serão cinco etapas, para completar todas as doenças, já que a lei tem um ano para entrar em vigor. Para os postos de coleta, acreditamos que não haverá tantas mudanças, talvez mais em relação aos protocolos adotados para os laboratórios e os centros de referência em atendimento”, comenta.
Para a coordenadora a ampliação dos diagnósticos é sinônimo de grande conquista. “É um grande avanço, já que há muito mais possibilidades de se diagnosticar precocemente essas doenças. Esperamos que isso tudo seja realizado da melhor forma possível, gradativamente, e que cada vez mais possamos desenvolver esse trabalho tão importante de prevenção”, completa.

Diagnóstico e acompanhamento até hoje
O estudante Júlio César Reis Machado é uma das crianças que realizou o Teste do Pezinho e teve uma das doenças detectadas, há 18 anos. A mãe, Silvana Reis, relembra até hoje de quando o filho recebeu o diagnóstico de fenilcetonúria clássica. “Após uns 15 dias do teste, foi realizado outro exame específico, que confirmou a patologia. Em seguida, já fomos encaminhados para uma médica geneticista, no Hospital Joana de Gusmão, em Florianópolis, onde iniciamos o tratamento e exames. Até hoje, uma vez ao ano ele vai até o hospital para o acompanhamento e, uma vez ao mês, ele realiza um exame específico da doença, para controle”, detalha a moradora do bairro Rio Branco.
No caso de Júlio, por conta da doença diagnosticada precocemente, sua única restrição é alimentar. “Ele precisa ingerir apenas uma forma metabólica, já que por conta da fenilcetonúria ele não pode consumir nenhum tipo de proteína. Por isso a alimentação dele é mais restrita e a necessidade de ingerir um composto que auxilia na nutrição”, esclarece a mãe.
Para a costureira, se o Teste do Pezinho não tivesse sido realizado, a vida do jovem Júlio seria diferente do que é hoje. “A pessoa que tem a fenilcetonúria clássica e não realiza o tratamento corretamente tem sequelas para o resto da vida. Ou seja, o Teste do Pezinho possibilitou ele ter uma vida normal: hoje ele é um adolescente saudável com muitos sonhos, porque o diagnóstico foi rápido e porque cuidamos sempre com a alimentação”, frisa.
Com a experiência do filho, Silvana também deixa um recado importante para as futuras mamães em relação ao teste. “O Teste do Pezinho é de graça e as doenças que são detectadas por ele têm tratamentos específicos e podem possibilitar às crianças terem uma vida mais saudável e digna. É um direito da criança e um dever dos pais em realizá-lo. Hoje a ciência está muito avançada, temos acesso a muitos tratamentos, então, que os pais levem seus filhos e façam o teste, que é preventivo e podem reverter quadros de doenças graves”, acrescenta.

Agendamento
Para a realização do Teste do Pezinho, os pais devem entrar em contato com a Uni Duni Tê através do telefone: (47) 3351-2482 (ramal 5) ou (47) 98459-0607 para o agendamento do teste, realizado de segunda à sexta-feira, no período da manhã, na sede da Clínica. Na oportunidade, além do Teste do Pezinho também é realizado o Teste da Orelhinha, bem como a coleta de informações sobre a gestação, parto, pós-parto, entre outras, que são importantes para o acompanhamento da clínica no desenvolvimento infantil das crianças.

Documentos necessários
Para a realização do exame são necessários: Cartão Nacional do SUS (do pai ou da mãe); cópia do Comprovante de Residência da família; Certidão de Nascimento do bebê ou Declaração de Nascido-Vivo; Carteira de Saúde do bebê; CPF ou RG dos pais; carteira de Gestante da mãe.

Serviço
Teste do Pezinho
-Realizado pela Clínica Uni Duni Tê – Apae de Brusque
- Somente por agendamento, de segunda à sexta-feira, no período da manhã
- Agendamentos através dos telefones: (47) 3351-2482 (ramal 5) ou (47) 98459-0607
-A Uni Duni Tê fica na avenida Hugo Schloesser, nº 360, bairro Jardim Maluche, anexo a Apae de Brusque.
Leia +04/06/2021

Apae de Brusque solicita voluntários para atuar no Pedágio em prol da entidade

Ação beneficente acontece dia 12 de junho


A Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Brusque realiza no próximo dia 12 de junho mais uma edição do tradicional Pedágio da entidade. O evento acontece das 7h30 às 13h em diferentes pontos da cidade e, para a realização do mesmo, a Apae solicita a participação de voluntários.
Para participar basta ter acima de 18 anos. Na oportunidade também será fornecida declaração para os acadêmicos que necessitam de horas complementares.
A todos os voluntários serão disponibilizados equipamentos de proteção necessários para a prevenção da Covid-19.
Interessados devem entrar em contato com a Apae de Brusque através do telefone: (47) 3351-2482; pelo Watts App (47) 99153-1244 e falar com Milani; ou então através do e-mail captacao@apaebrusque.org.br.
Leia +17/05/2021

Sexta prestação de contas parcial conforme o Termo de Fomento 738/2020, firmado com a Fundação Catarinense de Educação Especial

Leia +15/05/2021

Prestação de contas referente a parcela 12 conforme o Termo Aditivo 08/2020, do Convênio 2017TR309, firmado com o Governo do Estado de Santa Catarina, por intermédio da Fundação Catarinense de Educação Especial

Leia +15/05/2021

Prestação de contas referente a parcela 11 conforme o Termo Aditivo 08/2020, do Convênio 2017TR309, firmado com o Governo do Estado de Santa Catarina, por intermédio da Fundação Catarinense de Educação Especial

Leia +15/05/2021

Clube de Mães da Apae de Brusque realizará bazar de produtos artesanais

Nos dias 18 e 25 de maio, terças-feiras, das 14h às 16h30, o Clube de Mães da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Brusque realizará um bazar com itens produzidos pelas integrantes do grupo. Na oportunidade serão comercializados panos de louças decorados, jogos de cozinha, necessaire, bolsas, lenços, lençóis, jogos de toalhas de banho/rosto/lavabo bordadas, peças de crochê, trilhos de diversos modelos e tamanhos, entre outras, a partir de R$ 6.
O bazar do Clube de Mães da Apae acontece na sede da instituição (av. Augusto Bauer, nº 350 - Jardim Maluche). Todos os cuidados de prevenção contra a Covid-19 serão tomados na oportunidade. Mais informações (47) 3351-2482.


SERVIÇO
Bazar Clube de Mães da Apae
Dias 18 e 25 de maio (terças-feiras)
Das 14h às 16h30
Na sede da Apae (av. Augusto Bauer, nº 350 - Jardim Maluche)
Mais informações (47) 3351-2482



Leia +14/05/2021

Prestação de contas referente a parcela 10 conforme o Termo Aditivo 08/2020, do Convênio 2017TR309, firmado com o Governo do Estado de Santa Catarina, por intermédio da Fundação Catarinense de Educação Especial

Leia +12/05/2021

Apae de Brusque promove ‘Feira do Livro’

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Brusque realiza nos dias 17 e 18 de maio, segunda e terça-feira, a Feira do Livro da entidade. Na oportunidade serão comercializados diversos livros novos e usados e, o valor arrecadado será usado em prol dos alunos do curso profissionalizante. Os preços das obras variam de R$ 5,00 a R$ 20,00 e o pagamento será aceito somente em dinheiro.
Em ambos os dias, a Feira do Livro da Apae acontece das 8h às 10h e das 14h às 16h. Todos os cuidados de prevenção contra a Covid-19 serão tomados na oportunidade. Mais informações (47) 3351-2482.

SERVIÇO
Feira do Livro Apae de Brusque
Dias 17 e 18 de maio, segunda e terça-feira
Das 8h às 10h e das 14h às 16h
Livros de R$ 5,00 a R$ 20,00
Pagamento somente em dinheiro
Na sede da Apae (av. Augusto Bauer, nº 350 - Jardim Maluche)
Mais informações (47) 3351-2482.
Leia +12/05/2021

Alunos da Apae de Brusque integram curso profissionalizante do Senai

Profissionais da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Brusque estiveram na última sexta-feira, 23 de abril, na sede do Senai. A visita contou com a participação das equipes pedagógicas de ambas as instituições, que trocaram informações, vivências e experiências a respeito dos três alunos da Apae que atualmente estão no curso profissionalizante de Aprendizagem Industrial de Confeccionador de Moldes e Roupas do Senai.
O objetivo do encontro foi realizar o acompanhamento dos alunos, entender o processo pedagógico e o desenvolvimento dos mesmos, bem como as necessidades de cada um e a busca de soluções para auxiliá-los a ter um melhor aprendizado, em busca da formação dos mesmos para o mercado de trabalho.
A parceria entre as entidades iniciou em 2019, entretanto desde 2020 é que alunos da Apae de Brusque passaram a frequentar o ensino profissionalizante. Ao todo, quatro jovens já foram incluídos nesta categoria de formação.

Capacitação, apoio e autoconhecimento
Com aulas diárias, e adaptações necessárias, os alunos frequentam o curso e recebem os conteúdos compartilhados como os demais aprendizes. De acordo com a supervisora de Aprendizagem Industrial do Senai, Fabiane Fantoni Winter, o objetivo da parceria e do curso é a formação, em preparar os jovens para o mercado de trabalho, com atividades específicas de cada curso técnico e também conteúdos que possam desenvolver competências profissionais de modo geral. “Essa troca que tivemos hoje com a Apae foi muito importante para conhecermos melhor esses alunos, com um acompanhamento constante das duas instituições, junto com as famílias. E tudo isso só valoriza o trabalho desses aprendizes aqui dentro, a aquisição do autoconhecimento deles e a importância de desenvolverem a autonomia para o mercado de trabalho. E essa é a nossa intenção: prepará-los da melhor forma, para que eles possam assumir suas profissões”, explicou.
Da mesma forma, a orientadora pedagógica da Apae de Brusque Sandra Sapelli de Almeida Waldrigues acredita que, por meio do diálogo e da parceria é possível contribuir para a formação profissional de pessoas com deficiência, enaltecendo suas aptidões, capacidades, e oportunizando aos mesmos a formação enquanto seres humanos, na conquista da autonomia. “Essa parceria com as empresas, com a possibilidade de capacitação desses alunos vai além do conhecimento, ou seja: eles saem do ambiente familiar e ‘apaeano’ e conhecem o mundo aqui fora. Assim, eles têm o acesso a muitas possibilidades, desde poder escolher um curso e até seguir como profissão. Muitas vezes, pelas suas limitações ou deficiência, eles se reprimem ou acham que não são capazes. E o Senai se demonstrou muito aberto em receber nossos alunos, com uma visão muito parecida com a nossa, em tratar todos de forma igual, com condições de aprender, e é isso que a Apae também procura em suas parcerias. Ficamos muito felizes de vê-los aqui, com outros jovens da idade deles, interagindo e aprendendo. Eles se sentem motivados já que, assim como todos nós, sempre temos a capacidade de aprender”, destacou Sandra.
Estiveram presentes ao longo do encontro também a professora da Apae de Brusque, Joice Vilma Borinelli Diegoli; as psicólogas Ana Paula Santos e Nathielle Boing Lyra; a auxiliar pedagógica do Senai, Aline Fischer; e a psicopedagoga do Senai, Marta Stoltenberg.

De olho no futuro
Entre os alunos a avaliação da experiência tem sido positiva. Alison dos Santos, Raissa Santina Arcena Negretti e Rodrigo Lima de Oliveira frequentam a mesma sala de aula, e já têm demonstrado os resultados da capacitação profissional, iniciada em janeiro deste ano. “Está sendo muito legal e empolgante, não só por poder aprender a mexer nas máquinas mas também a conhecer pessoas novas. As aulas práticas ajudam bastante e já consegui produzir algumas coisas, como bolsas, máscaras de pano e até lembrancinhas de presente de Páscoa para a minha família. Esperamos que a pandemia acabe logo para podermos fazer mais coisas, desde roupas de crianças até desfiles com as nossas produções”, declara Alison, que frequenta as aulas do Senai, a Apae de Brusque e também o ensino regular.

Saiba mais
A iniciativa da capacitação faz parte do Programa de Educação Profissional (PROEP) desenvolvido pela Fundação Catarinense de Educação Especial (FCEE) e mantido pela Apae de Brusque, dentro da parceria que existe entre as duas instituições. Para este módulo, a Apae oferece matrículas para pessoas com laudo de deficiência intelectual leve ou moderada, com idade a partir de 14 anos. Os interessados em frequentar este serviço, podem manter contato pelo telefone (47) 3351-2482, para receber maiores informações.
Leia +27/04/2021

Nota de Pesar


É com grande pesar que a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Brusque lamenta o falecimento do voluntário e integrante da diretoria em diversas gestões, José Angelo da Cunha Voltolini.

Voltolini deixa um grande legado de voluntariado tendo contribuído por 38 anos com a instituição. Grande profissional e amigo, sempre atuou com dedicação e responsabilidade, sendo símbolo de muito trabalho e lisura, contribuindo com a história da instituição na realização de muitos feitos, sempre em prol da causa ‘apaeana’.

À esposa e companheira enlutada, Ondina, as filhas, netos e demais familiares, os mais sinceros sentimentos de toda a diretoria, colaboradores e alunos da Apae de Brusque.
Leia +27/04/2021

Quinta prestação de contas parcial conforme o Termo de Fomento 738/2020, firmado com a Fundação Catarinense de Educação Especial

Leia +26/04/2021

Quarta prestação de contas parcial conforme o Termo de Fomento 738/2020, firmado com a Fundação Catarinense de Educação Especial

Leia +26/04/2021

Prestação de contas referente a 18ª parcela do Convênio 001/2019, firmado com a Secretaria de Assistência Social da Prefeitura Municipal de Brusque.

Leia +19/04/2021

Apae de Brusque recebe visita de vice-prefeito e secretário de Desenvolvimento Social

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Brusque recebeu na manhã de terça-feira, 6 de abril, a visita do vice-prefeito de Brusque, Gilmar Doerner; do secretário de Desenvolvimento Social, Jocimar dos Santos de Lima; e do chefe administrativo, Darlan Sapelli. Na oportunidade eles foram recebidos pelo presidente da Apae de Brusque, Renato Roda; pelo diretor financeiro da instituição, Cândido Horácio Godoy; pela diretora executiva, Rosecler Ceratti Foletto; e pela secretária executiva, Milani Zunino.
O objetivo da visita foi de conhecer a estrutura e serviços prestados pela Apae de Brusque a toda comunidade, em todas as suas frentes de atuação, bem como discutir projetos da instituição e o apoio do poder público municipal para a realização dos mesmos.
Durante o encontro, os visitantes conheceram mais sobre a importância do trabalho da Apae, tanto no atendimento especializado a pessoa com deficiência intelectual, quanto na prevenção de atrasos no desenvolvimento ou na detecção precoce, que podem levar a uma deficiência, tendo como destaque o trabalho realizado pela Clínica Uni Duni Tê.

A Apae de Brusque
Fundada em 14 de setembro de 1955, em 2020 a Apae de Brusque celebrou seus 65 anos. A instituição é a primeira Apae formada em Santa Catarina e a segunda constituída no Brasil. Seu início foi marcado após o nascimento de Pierre Moritz, filho dos saudosos Ruth e Carlos Moritz, e que ainda é um dos alunos da entidade. Com ele, cerca de 270 alunos recebem atendimento.
Ao longo da trajetória da Apae, pais e amigos se juntaram à caminhada e contribuem de forma permanente, visando o fortalecimento da instituição e a qualidade dos serviços prestados. A Apae Brusque oferece atendimento gratuito em todas as suas frentes de atuação: Clínica Uni Duni Tê, Instituto Santa Inês e Centro de Convivência Ruth de Sá.
Leia +09/04/2021

Terceira prestação de contas parcial conforme o Termo de Fomento 738/2020, firmado com a Fundação Catarinense de Educação Especial

Leia +30/03/2021

Prestação de contas referente a 17ª parcela do Convênio 001/2019, firmado com a Secretaria de Assistência Social da Prefeitura Municipal de Brusque.

Leia +29/03/2021

Prestação de contas referente a parcela 9 conforme o Termo de Fomento 738/2020, firmado com a Fundação Catarinense de Educação Especial

Leia +29/03/2021

Apae de Brusque recebe visita do deputado federal Gilson Marques

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Brusque recebeu nesta segunda-feira, 15 de março, a visita do deputado federal Gilson Marques (NOVO). Na oportunidade ele esteve na sede da entidade onde conheceu a estrutura da mesma, alguns projetos e serviços, como o atendimento com o protocolo Pediasuit, e um pouco do trabalho desenvolvido pela entidade brusquense que tem 65 anos e é a primeira Apae fundada no estado de Santa Catarina e a segunda do país.
A visita foi acompanhada pelo diretor presidente da Apae de Brusque, Renato Roda; pela vice-presidente, Maria Tereza Moritz Montibeller; pelo integrante dos Conselhos Administrativo e Consultivo da associação, Márcio Belli; e o diretor financeiro da entidade, Cândido Horácio Godoy.

Qualidade nos serviços
Esta foi a primeira vez que o deputado federal esteve na Apae de Brusque, onde também falou sobre a intenção de repasse de verbas de emendas parlamentares. “Fiquei muito feliz e até surpreso pela qualidade no atendimento, pela prestação de serviços e pelo envolvimento da cidade e das famílias com a história da Apae. O Pierre que foi o primeiro aluno, está aqui até hoje, e assim como ele muitos outros alunos e também voluntários que contribuem para a instituição. Em 2019 e 2020 várias entidades fizeram um requerimento de solicitação de recursos, através do meu edital ‘sem barganha’, e sempre gostamos de acompanhar esses locais para ver como está a necessidade de aplicação dos recursos solicitados. Vimos todos os cuidados que as equipes de profissionais e atendimento têm com os alunos aqui e a Apae, os parabenizamos, e sem dúvida a entidade pode contar conosco sempre”, comentou.
Para o presidente da Apae de Brusque a visita foi oportuna, já que Marques pode conhecer de perto o trabalho desenvolvido pela associação. “Conseguimos, por meio do deputado que a entidade fosse contemplada com a intenção de verbas parlamentares. Ao longo da visita conversamos sobre os objetivos da Apae, o que a Educação Especial espera dos nossos parlamentares e tivemos um retorno positivo em relação às mudanças que ainda são necessárias em nossa classe política em prol da pessoa com deficiência”, declarou.
Ao final o deputado foi presenteado com um quadro, com uma pintura feita pelos próprios alunos da instituição.

A Apae de Brusque
Fundada em 14 de setembro de 1955, em 2020 a Apae de Brusque celebrou seus 65 anos. A instituição é a primeira Apae formada em Santa Catarina e a segunda constituída no Brasil. Seu início foi marcado após o nascimento de Pierre Moritz, filho dos saudosos Ruth e Carlos Moritz, e que ainda é um dos alunos da entidade. Com ele, cerca de 270 alunos recebem atendimento.
Ao longo da trajetória da Apae, pais e amigos se juntaram à caminhada e contribuem de forma permanente, visando o fortalecimento da instituição e a qualidade dos serviços prestados. A Apae Brusque oferece atendimento gratuito em todas as suas frentes de atuação: Clínica Uni Duni Tê, Instituto Santa Inês e Centro de Convivência Ruth de Sá.
Leia +15/03/2021

Segunda prestação de contas parcial conforme o Termo de Fomento 738/2020, firmado com a Fundação Catarinense de Educação Especial

Leia +11/03/2021

Prestação de contas referente a parcela 8 conforme o Termo de Fomento 738/2020, firmado com a Fundação Catarinense de Educação Especial

Leia +26/02/2021

Prestação de contas referente a 16ª parcela do Convênio 001/2019, firmado com a Secretaria de Assistência Social da Prefeitura Municipal de Brusque.

Leia +26/02/2021

Prestação de contas referente a parcela 7 conforme o Termo de Fomento 738/2020, firmado com a Fundação Catarinense de Educação Especial

Leia +11/02/2021

Prestação de contas referente a parcela 6 conforme o Termo de Fomento 738/2020, firmado com a Fundação Catarinense de Educação Especial

Leia +11/02/2021

Prestação de contas referente a parcela 5 conforme o Termo de Fomento 738/2020, firmado com a Fundação Catarinense de Educação Especial

Leia +11/02/2021

Prestação de contas referente a parcela 4 conforme o Termo de Fomento 738/2020, firmado com a Fundação Catarinense de Educação Especial

Leia +11/02/2021

Apae de Brusque recebe doação de veículo

Entrega foi feita pela prefeitura de Brusque

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Brusque recebeu na tarde de quarta-feira, 10 de fevereiro a doação de um Fiat/Grand Siena 1.4 2020/2021. A entrega do veículo foi realizada na prefeitura de Brusque, pelo prefeito José Ari Vequi e pelo secretário de Desenvolvimento Social, Jocimar dos Santos de Lima.
O veículo é do Ministério do Desenvolvimento Social, por meio da Estrutura de Mobilidade do Sistema Único de Assistência Social (MOB-SUAS), e foi viabilizado através da emenda parlamentar, do deputado Gilson Marques. Durante a entrega foi realizada a assinatura do termo de cessão do veículo, do município com a Apae. A concessão tem validade de cinco anos e, após o período, o automóvel poderá ser doado para a instituição brusquense.
“Na semana passada o presidente Jair Bolsonaro realizou a entrega de três veículos para a nossa cidade, sendo que um deles agora foi cedido para a Apae que irá utilizar em seu dia a dia. Parabenizamos a Apae pelo bom trabalho que realiza em nossa cidade, pela referência que é, e agradecemos a bancada federal por ter nos doado”, comentou Ari Vequi.
O presidente da Apae de Brusque, Renato Roda agradeceu a doação e ressaltou a importância que o automóvel terá na realização de atividades cotidianas da instituição. “É um automóvel muito bem vindo, que será de grande utilidade, já que um dos nossos veículos está bastante usado, com altos custos de manutenção. Ou seja, será de grande utilidade e irá melhorar os serviços internos na associação”, completou.
Além dele participaram também a vice-presidente da Apae de Brusque, Maria Tereza Moritz Montibeller, e o diretor financeiro da entidade, Cândido Horácio Godoy.

A Apae de Brusque
Fundada em 14 de setembro de 1955, em 2020 a Apae de Brusque celebrou seus 65 anos. A instituição é a primeira Apae formada em Santa Catarina e a segunda constituída no Brasil. Seu início foi marcado após o nascimento de Pierre Moritz, filho dos saudosos Ruth e Carlos Moritz, e que ainda é um dos alunos da entidade. Com ele, cerca de 270 alunos recebem atendimento.
Ao longo da trajetória da Apae, pais e amigos se juntaram à caminhada e contribuem de forma permanente, visando o fortalecimento da instituição e a qualidade dos serviços prestados. A Apae Brusque oferece atendimento gratuito em todas as suas frentes de atuação: Clínica Uni Duni Tê, Instituto Santa Inês e Centro de Convivência Ruth de Sá.
Leia +11/02/2021

Apae de Brusque recepciona novos profissionais para o ano letivo de 2021

Integração com orientações foi iniciada com as equipes de colaboradores nesta quarta-feira, 3


O mês de fevereiro começou com as boas-vindas para os professores e demais colaboradores que irão atuar na Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Brusque durante o ano letivo de 2021. Na manhã de quarta-feira, 3, o grupo esteve na sede da instituição, onde foi recepcionado pelo presidente da entidade, Renato Roda e pela diretora executiva, Rosecler Ceratti Foletto.
Na oportunidade professores, coordenadores, auxiliares, técnicos de saúde e demais profissionais, tanto efetivos como novos, passaram por um processo de integração, onde conheceram a estrutura e rotina de trabalho da instituição e receberam orientações em especial a respeito das diretrizes e cuidados exigidos com a retomada dos atendimentos presenciais. "A ideia foi passar todas as orientações sobre os protocolos de saúde e novos procedimentos nos atendimentos e convívio com nossos alunos. Estamos com boas expectativas para recebermos eles, que são a causa da existência da nossa entidade, onde vamos buscar recuperar as perdas que tivemos em 2020 por conta da ausência dos atendimentos presenciais. Contamos com a contribuição e trabalho de todos", declarou na oportunidade o presidente da Apae.

Contratação
A Apae modificou o convênio com a Fundação Catarinense de Educação Especial (FCEE) assim, em 2021 o processo de seleção e contratação dos professores foi feito pela própria Apae. Ao todo foram contratados 27 profissionais na área de educação. “Recebemos uma grande quantidade de currículos e avaliamos muito cada um deles, dentro dos critérios focados na formação acadêmica e profissional na área da Educação Especial, especializações, e perfil para atuação nos programas da Instituição” comenta Rosecler.

Protocolos e retorno das aulas
Em relação ao Plano de Contingência (Plancon) apresentado na ocasião, a diretora executiva da Apae explica que ele contém todos os procedimentos que a Apae de Brusque está adotando por conta da pandemia, com todas as adaptações necessárias, para que os alunos possam retornar com segurança para a instituição. “Os procedimentos e adaptações foram muito discutidos, nas várias reuniões da comissão interna da Apae, para a definição desse plano. Ele segue todas as diretrizes orientadas pelo Estado e Município, com o olhar voltado aos nossos alunos, e devidamente aprovado pelo Comitê Municipal”, esclarece Rosecler.
Conforme o calendário e as diretrizes da FCEE, as aulas presenciais com os alunos retornam dia 17 de fevereiro, com regime de escala. “No ato da matrícula e das rematrículas dos alunos em janeiro, as famílias puderam optar se os atendimentos seriam presenciais ou remotos. Desta forma organizamos o fluxo de atendimentos, tanto dos professores como dos profissionais de saúde e alunos. Assim, os atendimentos serão individualizados, ou seja, será um aluno por sala, com exceção do Centro de Convivência Ruth de Sá, onde há turmas mais funcionais e o espaço amplo, e será possível receber até quatro alunos por turma/turno, com todos os cuidados e distanciamento recomendados”, esclarece.

Expectativas positivas
Mesmo com os protocolos necessários as expectativas para o ano de atuação da Apae de Brusque são as melhores. “2020 foi um ano onde refletimos sobre os papéis que desempenhamos, para criar novos olhares e iniciativas. A Apae conta com uma ótima equipe de profissionais, comprometida e dedicada, então temos a confiança de que junto com as famílias construiremos um bom trabalho este ano”, acrescentou a diretora.
As expectativas positivas também são entre os novos profissionais contratados, como Bianca Hoepers Mascarenhas. “Estou muito feliz em ter a oportunidade de atuar na entidade, pois todas as pessoas que já trabalharam na Apae, que conheci, sempre falam que é uma ótima experiência. As orientações de hoje foram bem necessárias, me deixaram mais tranquila e segura, além da boa recepção, que me fez sentir acolhida, para fazer um bom trabalho ao longo do ano”, comentou.

A Apae de Brusque
Fundada em 14 de setembro de 1955, em 2020 a Apae de Brusque celebrou seus 65 anos. A instituição é a primeira Apae formada em Santa Catarina e a segunda constituída no Brasil. Seu início foi marcado após o nascimento de Pierre Moritz, filho dos saudosos Ruth e Carlos Moritz, e que ainda é um dos alunos da entidade. Com ele, cerca de 270 alunos recebem atendimento.
Ao longo da trajetória da Apae, pais e amigos se juntaram à caminhada e contribuem de forma permanente, visando o fortalecimento da instituição e a qualidade dos serviços prestados. A Apae Brusque oferece atendimento gratuito em todas as suas frentes de atuação: Clínica Uni Duni Tê, Instituto Santa Inês e Centro de Convivência Ruth de Sá.
Desde as medidas restritivas, adotadas em função da pandemia do Covid-19 em 2020, os atendimentos haviam sido suspensos, realizados de forma remota, sendo mantidos apenas os Testes do Pezinho e da Orelhinha, mediante a agendamento, realizados pela Clínica Uni Duni Tê, bem como os atendimentos de saúde individuais, realizados pelas três unidades de serviços que compõe a Apae.
Leia +04/02/2021

Prestação de contas referente a 15ª parcela do Convênio 001/2019, firmado com a Secretaria de Assistência Social da Prefeitura Municipal de Brusque.

Leia +27/01/2021

Clínica Uni Duni Tê informa horários de atendimento no final de Ano

Confira como será o expediente para os Testes do Pezinho e da Orelhinha


A Clínica Uni Duni Tê informa que realizará os Testes do Pezinho e da Orelhinha nos dias: 21, 22, 23, 28, 29 e 30 dezembro, das 8h às 10h. O atendimento apenas será realizado por agendamento. Para isso é necessário que os pais e familiares marquem os horários através do telefones: (47) 3351-2482 ramal 5, ou (47) 9 8424-0617.
A partir do dia 4 de janeiro de 2021 o atendimento da Clínica passa a ser de segunda a sexta-feira das 8h às 10h.

Documentação
Para a realização dos Testes, é necessária a apresentação dos seguintes documentos: Certidão de Nascimento ou Declaração de Nascido Vivo (folha amarela); caderneta de saúde do bebê;
Cartão Nacional do SUS da mãe ou do pai; cópia do comprovante de residência; documento pessoal dos pais (RG ou CNH). Mais informações: (47) 3351-2482 ramal 5, ou (47) 9 8424-0617.
Leia +18/12/2020

Alunos da Apae de Brusque participam do ‘Drive Thru da Saudade’


Alunos da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Brusque participaram entre os dias 15 a 18 de dezembro de uma ação especial: o Drive Thru da Saudade. Na oportunidade os alunos, acompanhados de familiares, puderam ir até a sede da instituição onde, de dentro dos veículos, foram recepcionados por professores e colaboradores da entidade. A ação contou com todas as medidas preventivas de combate à Covid-19, como uso de álcool em gel, distanciamento e utilização obrigatória de máscaras.
Nos dias 15 e 16, a ação foi destinada aos alunos do Centro de Convivência Ruth de Sá (Cecon) e, nos dias 17 e 18, para os alunos do Instituto Santa Inês (ISI).
“Mesmo com a pandemia, a suspensão dos atendimentos presenciais e a realização dos mesmos de forma remota, buscamos mostrar que a instituição continua viva em termos de programação para os nossos alunos. Além disso, sabemos o quanto a Apae é importante para eles e para as famílias, então esta foi a forma segura que encontramos de revê-los, mesmo que de forma rápida, e de longe, para matar as saudades”, comenta a diretora executiva da entidade, Rosecler Ceratti Foletto.

Presente
A Apae de Brusque também presenteou os alunos que participaram do drive thru com uma lancheira. O material foi adquirido por meio de recursos cedidos pelo Clube de Mães da entidade. Ao todo, foram 250 kits para serem distribuídos aos alunos. Aos que não puderam participar da ação, a distribuição será realizada durante o período de rematrículas para as famílias.



Leia +18/12/2020

Apae de Brusque lança vídeo institucional sobre seus 65 anos de história

Depoimentos de familiares de alunos, colaboradores e voluntários contam um pouco da trajetória da primeira Apae de Santa Catarina


Como parte das comemorações de seus 65 anos de fundação, a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Brusque lançou neste mês de dezembro um vídeo institucional alusivo à sua trajetória. Com depoimentos de várias pessoas que fizeram e fazem parte das mais de seis décadas da entidade, o vídeo foi produzido pela Comphany Studio e pode ser acessado no canal do Youtube da Apae de Brusque, ou pelo link direto: https://www.youtube.com/watch?v=lJ-yDf0X4Kg&feature=youtu.be .
Com pouco mais de 8 minutos de duração, o vídeo conta com mensagens de ex-colaboradores, familiares de alunos, voluntários, colaboradores atuais e de alguns dos alunos da instituição.
“A ideia de produzirmos um vídeo foi para marcar essa data tão significativa da entidade, já que neste ano atípico, a programação dos eventos festivos precisou ser cancelada por conta da Covid-19. Assim, através deste documentário buscamos resgatar um pouco das memórias de quem já passou e quem ainda está na instituição, bem como a importância que a entidade tem na realização dos serviços prestados à comunidade de Brusque”, comenta o presidente da instituição, Renato Roda.
O vídeo teve as gravações iniciadas em setembro deste ano, entretanto por conta de todos os cuidados preventivos contra a Covid-19, as entrevistas foram agendadas de forma individual, com a gravação dos depoimentos e todos os protocolos seguidos.
“Nosso principal desafio foi selecionar as fontes, pois sabemos que ao longo de todos esses anos foram muitas as mãos que se dedicaram para construir e escrever essa história. Buscamos um ou dois representantes de cada segmento que compõem a Apae e suas unidades de atendimento. Mas sem dúvida este é apenas um fragmento: ainda há muito para ser contado e principalmente muito para se realizar nos próximos anos”, completa a diretoria executiva da entidade, Rosecler Ceratti Foletto.
O vídeo também conta com imagens de apoio de alunos, que são de arquivos, e foram gravadas antes da pandemia.

Saiba mais
Fundada em 14 de setembro de 1955, em 2020 a Apae de Brusque celebra seus 65 anos. A instituição é a primeira Apae formada em Santa Catarina e a segunda constituída no Brasil. Seu início foi marcado após o nascimento de Pierre Moritz, filho dos saudosos Ruth e Carlos Moritz, e que ainda é um dos alunos da entidade. Com ele, cerca de 280 alunos recebem atendimento.
Ao longo da trajetória da Apae, pais e amigos se juntaram à caminhada e contribuem de forma permanente, visando o fortalecimento da instituição e a qualidade dos serviços prestados. A Apae Brusque oferece atendimento gratuito em todas as suas frentes de atuação: Clínica Uni Duni Tê, Instituto Santa Inês e Centro de Convivência Ruth de Sá.
Desde as medidas restritivas, adotadas em função da pandemia do Covid-19, os atendimentos presenciais foram suspensos, sendo mantidos apenas os Testes do Pezinho e da Orelhinha, mediante a agendamento, realizados pela Clínica Uni Duni Tê, bem como os atendimentos de saúde individuais, realizados pelas três unidades de serviços que compõem a Apae.

SERVIÇO
Vídeo institucional – Apae de Brusque 65 anos
https://www.youtube.com/watch?v=lJ-yDf0X4Kg&feature=youtu.be
Leia +10/12/2020

Prestação de contas referente a 14ª parcela do Convênio 001/2019, firmado com a Secretaria de Assistência Social da Prefeitura Municipal de Brusque.

Leia +10/12/2020

Prestação de contas referente a 13ª parcela do Convênio 001/2019, firmado com a Secretaria de Assistência Social da Prefeitura Municipal de Brusque.

Leia +10/12/2020

Apae de Brusque divulga resultado dos dois prêmios finais da Rifa de 2020

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Brusque realizou nesta segunda-feira, 7 de dezembro, a divulgação dos dois ganhadores finais da Rifa de 2020 da entidade.
Na última quarta-feira, 2, foi realizado um novo sorteio, pela Loteria Federal, para os dois prêmios que não tiveram bilhetes vendidos. Na quinta-feira, 3, a entidade realizou novamente a abertura dos lotes e divulgação dos contemplados, na sede da instituição e na oportunidade o quarto item sorteado, um patinete elétrico, teve como ganhador Harry Clóvis Müller, com a numeração 02.082.
O segundo prêmio da rifa, uma E-Scooter Foston + jaqueta e calça protetora não teve ganhador na oportunidade, já que a combinação dos números sorteados resultou em um bilhete que não foi vendido. Desta forma mais uma vez os lotes com os canhotos dos blocos foram lacrados e ficaram guardados na agência dos Correios.
Após o sorteio realizado novamente pela Loteria Federal no sábado, 5 de dezembro, a entidade realizou mais uma vez a conferência dos números resultantes da combinação do sorteio, nesta segunda-feira, 7. Assim, o E-Scooter Foston + jaqueta e calça protetora foi para
Gilson Amilton Sgrott, com a numeração 01.762.
“Agradecemos a todos os voluntários da Apae de Brusque e toda a comunidade, que em mais um ano contribuiu para a aquisição dos bilhetes. Conforme tínhamos divulgado, o valor líquido arrecadado pela instituição com a venda das rifas foi de R$ 150.800,00, que será utilizado para as despesas mensais da entidade. Nosso muito obrigada”, comenta o presidente da Apae de Brusque, Renato Roda.

A Apae de Brusque
Fundada em 14 de setembro de 1955, em 2020 a Apae de Brusque celebra seus 65 anos. A instituição é a primeira Apae formada em Santa Catarina e a segunda constituída no Brasil. Seu início foi marcado após o nascimento de Pierre Moritz, filho dos saudosos Ruth e Carlos Moritz, e que ainda é um dos alunos da entidade. Com ele, cerca de 280 alunos recebem atendimento.
Ao longo da trajetória da Apae, pais e amigos se juntaram à caminhada e contribuem de forma permanente, visando o fortalecimento da instituição e a qualidade dos serviços prestados. A Apae Brusque oferece atendimento gratuito em todas as suas frentes de atuação: Clínica Uni Duni Tê, Instituto Santa Inês e Centro de Convivência Ruth de Sá.
Desde as medidas restritivas, adotadas em função da pandemia do Covid-19, os atendimentos presenciais foram suspensos, sendo mantidos apenas os Testes do Pezinho e da Orelhinha, mediante a agendamento, realizados pela Clínica Uni Duni Tê, bem como os atendimentos de saúde individuais, realizados pelas três unidades de serviços que compõe a Apae.


Ganhadores da Rifa da de 2020 da Apae de Brusque:
(Sorteio realizado pela Loteria Federal no sábado, 28/11/2020; 2/12/2020 e 5/12/2020)

-1º prêmio: um Renault KWID Zen, 0km com itens de série
Número: 46.030
Ganhador: Torfres Metalúrgica (Guabiruba)

-2º prêmio: uma E-Scooter Foston + jaqueta e calça protetora
Número: 01.762
Ganhador: Gilson Amilton Sgrott

-3º prêmio: um vídeo game Nintendo Switch
Número: 10.431
Ganhador: Matheus Zen Fantini

-4º prêmio: um patinete elétrico
Número: 02.082
Ganhador: Harry Clóvis Müller

-5º prêmio: kit de depurador de ambiente + forno elétrico + fogão cooktop de quatro bocas
Número: 46.014
Ganhadora: Hentoni Habitzreuter



Leia +07/12/2020

Apae de Brusque divulga ganhadores da Rifa de 2020 da entidade


A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Brusque realizou na segunda-feira, 30 de novembro, a divulgação dos ganhadores da Rifa de 2020 da entidade.
Na oportunidade foram divulgados os nomes dos vencedores dos prêmios, com a abertura dos lotes de blocos. O evento foi realizado na sede da instituição e, devido às medidas de prevenção contra a Covid-19, contou com a presença de poucas pessoas, como alguns integrantes da diretoria da Apae e colaboradores.

Sorteio
Em mais um ano, o sorteio da rifa aconteceu pela combinação do sorteio realizado pela Loteria Federal no último sábado, 28 de novembro. Na sexta-feira, 27, todos os canhotos dos blocos vendidos foram lacrados na sede da entidade e ficaram guardados na agência dos Correios. Nesta segunda-feira, 30, os lotes foram abertos para a conferência dos números resultantes da combinação do sorteio divulgados.

Ganhadores
Em seguida, foram anunciados os ganhadores desta edição da Festa. O primeiro prêmio da rifa, um Renault KWID Zen, 0km com itens de série, foi para Torfres Metalúrgica, de Guabiruba. O segundo prêmio, uma E-Scooter Foston + jaqueta e calça protetora não teve ganhador, já que a combinação dos números sorteados resultou em um bilhete que não foi vendido.
O terceiro prêmio foi para Matheus Zen Fantini, que ganhou um vídeo game Nintendo Switch.
Assim como o segundo prêmio, o quarto item sorteado, um patinete elétrico também não teve ganhador, já que o bilhete não foi vendido.
O quinto e último prêmio, um kit de depurador de ambiente, forno elétrico e um fogão cooktop de quatro bocas, teve como ganhador Hentoni Habitzreuter.
Nesta quarta-feira, 2 de dezembro, haverá um novo sorteio, pela Loteria Federal, para os dois prêmios que não tiveram bilhetes vendidos. Desta forma, na quinta-feira, 3, a Apae de Brusque fará novamente a abertura dos lotes e divulgação dos contemplados.

Balanço
Na oportunidade também foi divulgado o balanço geral da edição de 2020 da Rifa, que totalizou para a entidade o valor líquido de R$ 150.800,00. “Neste ano tão atípico para toda a sociedade e entidades, esse valor é muito significativo para auxiliar a Apae de Brusque. Apesar dos atendimentos remotos e reduzidos, a entidade precisa honrar suas despesas mensais e manter toda a sua estrutura, já que muitos eventos de arrecadação foram cancelados. Então, agradecemos a todos os que contribuíram com a aquisição e venda dos bilhetes, que fizeram e irão fazer a diferença para a Apae de Brusque”, comentou o presidente da instituição, Renato Roda.

A Apae de Brusque
Fundada em 14 de setembro de 1955, em 2020 a Apae de Brusque celebra seus 65 anos. A instituição é a primeira Apae formada em Santa Catarina e a segunda constituída no Brasil. Seu início foi marcado após o nascimento de Pierre Moritz, filho dos saudosos Ruth e Carlos Moritz, e que ainda é um dos alunos da entidade. Com ele, cerca de 280 alunos recebem atendimento.
Ao longo da trajetória da Apae, pais e amigos se juntaram à caminhada e contribuem de forma permanente, visando o fortalecimento da instituição e a qualidade dos serviços prestados. A Apae Brusque oferece atendimento gratuito em todas as suas frentes de atuação: Clínica Uni Duni Tê, Instituto Santa Inês e Centro de Convivência Ruth de Sá.
Desde as medidas restritivas, adotadas em função da pandemia do Covid-19, os atendimentos presenciais foram suspensos, sendo mantidos apenas os Testes do Pezinho e da Orelhinha, mediante a agendamento, realizados pela Clínica Uni Duni Tê, bem como atendimentos individuais na área de saúde, igualmente agendados, para os alunos das três unidades que compõe a Apae.


Ganhadores da Rifa da de 2020 da Apae de Brusque:
(Sorteio realizado pela Loteria Federal no sábado, 28/11/2020)

-1º prêmio: um Renault KWID Zen, 0km com itens de série
Número: 46.030
Ganhador: Torfres Metalúrgica (Guabiruba)

-2º prêmio: uma E-Scooter Foston + jaqueta e calça protetora
Número: 74.029
Ganhador: bilhete não vendido*

-3º prêmio: um vídeo game Nintendo Switch
Número: 10.431
Ganhador: Matheus Zen Fantini

-4º prêmio: um patinete elétrico
Número: 68.889
Ganhador: bilhete não vendido*

-5º prêmio: kit de depurador de ambiente + forno elétrico + fogão cooktop de quatro bocas
Número: 46.014
Ganhadora: Hentoni Habitzreuter

*Para o segundo e quarto prêmio será realizado um novo sorteio, também pela Loteria Federal, nesta quarta-feira, 2/12. A divulgação será realizada pela Apae na quinta-feira, 3/12.

Leia +01/12/2020

Apae de Brusque desenvolve projeto de habilidades artesanais com familiares de alunos

Fazendo Arte na Quarentena’ tem como objetivo motivar o desenvolvimento de atividades manuais feitas pelas cuidadoras dos alunos


Com a interrupção dos atendimentos presenciais e os diversos impactos causados pela pandemia da Covid-19, desde o mês de março desde ano, os alunos da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Brusque passaram a ficar em casa, tendo atendimento de forma remota e on-line com os profissionais da instituição. Mas, não apenas a rotina dos alunos foi impactada já que, com a permanência em casa, os familiares dos alunos também precisaram adaptar suas atividades para os cuidados, em tempo integral, com as pessoas com deficiência.
Desde o mês de agosto deste ano, entretanto, um projeto passou a fazer a diferença na rotina de cuidadores dos alunos da Apae de Brusque: o ‘Fazendo Arte na Quarentena’. A iniciativa, da assistente social da Apae de Brusque, Jeane Medeiros de Souto, tem como objetivo estimular as cuidadoras dos alunos a desenvolverem suas habilidades, por meio de atividades manuais de seu interesse, a serem realizadas, em âmbito doméstico.
A assistente social relata que durante os atendimentos remotos foi perceptível, através dos relatos das famílias, o desânimo e até indícios de depressão entre as cuidadoras. “Vimos que muitas mulheres, como mães e irmãs, haviam deixado de fazer atividades que elas praticavam antes da pandemia. Algumas até precisaram deixar o trabalho para se dedicar à pessoa com deficiência. E desta forma iniciamos o projeto, para instigar essas cuidadoras a desenvolver suas potencialidades, a resgatar a produção de atividades que estavam esquecidas ou a aprenderem novas habilidades, o que deu certo”, comenta Jeane.

Habilidades e empoderamento
A proposta do projeto foi apresentada e aprovada pela diretoria da Apae de Brusque e, através de um grupo criado pelo Whats App, as cuidadoras dos alunos interessadas passaram a receber orientações, trocar experiências e técnicas focadas no desenvolvimento de trabalhos manuais. Com itens que elas tinham em casa surgiram os primeiros resultados: materiais em ponto cruz, bordados, itens em crochê, tapetes de fios de malha, sandálias bordadas com pedras, decoração com fitas, entre outros.
Com o tempo, a Apae de Brusque também contou com a doação de materiais e aviamentos, que foram disponibilizados as integrantes do Fazendo Arte da Quarentena, para dar continuidade às produções. “Esta foi a forma que encontramos em motivar essas cuidadoras no desenvolvimento das suas potencialidades, promovendo também a interação social entre elas e até fortalecendo os vínculos de amizade, mesmo que de forma virtual”, comenta Jeane.

Lançamento
Como forma de apresentar alguns itens produzidos pelas 13 cuidadoras que integram o projeto, o ‘Fazendo Arte na Quarentena’ terá os produtos lançados nesta quarta-feira, 25 de novembro, de forma on-line. Assim, o público poderá acompanhar por vídeos e fotos, disponibilizados nas redes sociais da Apae de Brusque (Instagram e Facebook), o trabalho realizado pelas cuidadoras dos alunos e integrantes do projeto da instituição. Os produtos serão apresentados como demonstração, de forma on-line, na oportunidade, já que a produção é das próprias mulheres, como forma de valorização do trabalho desenvolvido.
“A pandemia trouxe muita vulnerabilidade, mas também muitas possibilidades. Este projeto contribuiu não só para a ocupação e uma possível geração de renda dessas cuidadoras, mas também para elevar a autoestima, a criatividade, a concentração e a valoração delas enquanto mulheres. Com ele descobrimos o quanto elas são talentosas, fortes, guerreiras, que compartilharam saberes e experiências. É muito gratificante ver o resultado disso: algo simples e transformador. Temos muito a agradecer às participantes por terem topado a ideia e todo o mérito desse projeto vai para elas. Lidar com a deficiência é difícil e esse projeto é uma rede de apoio para elas, pois quando o cuidador está bem, quem é cuidado também está”, complementa Jeane.

Depoimentos
Entre as mulheres que integram o projeto está Antônia Marciel da Costa do Amaral, mãe da aluna da Apae, Ana Carla Costa do Amaral. Para ela, o projeto tornou-se não apenas sinônimo de ocupação, mas também de felicidade. “Tive a oportunidade de mostrar uma parte do meu trabalho manual durante esta pandemia, algo que estava esquecido há mais de 20 anos. Então, o pouco que tive oportunidade de fazer me deixou muito feliz. As pessoas gostaram e isso me motiva ainda mais”, comenta.
Para Roseli Siqueira Tomazzia, mãe do aluno Luiz Felipe S. Tomazzia, o projeto está apenas em sua fase inicial e deve render ainda mais frutos. “Esse projeto veio incentivar as mães a mostrarem os seus trabalhos. Cada peça é única, feita com muito amor e carinho e com certeza esse é só o primeiro passo para uma longa caminhada, de sucesso”, avalia.
Já Maria José Carriel, mãe da aluna da Apae, Keitlin Carriel Antunes, considera a participação no projeto como uma ‘cura’. “Comecei a fazer o crochê depois que tive depressão. Parei de trabalhar para cuidar da minha filha por conta da pandemia e, após participar do projeto, o crochê me ajudou a curar a doença, a me ocupar, a distrair a minha cabeça. Recomendo às mães e demais cuidadoras para que possam ocupar sua mente também e descobrir seus talentos”, relata.


SERVIÇO
-Lançamento dos produtos do projeto ‘Fazendo arte na Quarentena’
-A partir desta quarta-feira, 25 de novembro
-Nas redes sociais da Apae de Brusque (Instagram e Facebook)
-Mostra dos trabalhos produzidas pelas cuidadoras dos alunos do Instituto Santa Inês – Apae de Brusque
-Mais informações: (47) 99137-0573
Leia +25/11/2020

Venda de rifas da Apae de Brusque vai até esta sexta-feira, 27 de novembro

Sorteio acontece no sábado, 28, pela combinação do resultado da loteria federal

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Brusque informa que a venda da sua tradicional rifa será realizada até esta sexta-feira, 27 de novembro. Desta forma, aos interessados que ainda não adquiriram os blocos ou bilhetes têm até sexta para ir até a sede da entidade e garantir a chance de serem contemplados. Além disso, a entidade reforça que os canhotos dos blocos que ainda não foram entregues também devem ser devolvidos até esta sexta-feira.
O sorteio da rifa acontece pela combinação do resultado da Loteria Federal do dia 28/11/2020, conforme os anos anteriores. Na segunda-feira, 30, a entidade irá realizar a divulgação dos ganhadores.

Sorteio
Este ano o primeiro prêmio da rifa será um Renault KWID Zen, 0km com itens de série. O segundo prêmio será uma E-Scooter Foston + jaqueta e calça protetora. O terceiro prêmio será um vídeo game Nintendo Switch; o quarto prêmio um patinete elétrico; e o quinto prêmio um kit de depurador de ambiente, forno elétrico e um fogão cooktop de quatro bocas.
Interessados em adquirir os últimos blocos ou bilhetes devem entrar em contato direto com a Apae de Brusque, com Milani, através do telefone: (47) 3351-2482.
Leia +24/11/2020

Prestação de contas referente a 12ª parcela do Convênio 001/2019, firmado com a Secretaria de Assistência Social da Prefeitura Municipal de Brusque.

Leia +20/11/2020

Prestação de contas referente as parcelas 1,2 e 3 conforme o Termo de Fomento 738/2020, firmado com a Fundação Catarinense de Educação Especial

Leia +11/11/2020

Prestação de contas referente as parcelas 1,2 e 3 conforme o Termo Aditivo 08/2020, do Convênio 2017TR309, firmado com o Governo do Estado de Santa Catarina, por intermédio da Fundação Catarinense de Educação Especial

Leia +10/11/2020

Prestação de contas referente a 11ª parcela do Convênio 001/2019, firmado com a Secretaria de Assistência Social da Prefeitura Municipal de Brusque.

Leia +30/10/2020

Apae de Brusque recebe visita da presidente do Instituto Guga Kuerten


Alice Kuerten conferiu a conclusão de um dos projetos do IGK que contemplou a instituição brusquense
A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Brusque recebeu na tarde de segunda-feira, 26 de outubro, a visita da diretora presidente do Instituto Guga Kuerten (IGK), Alice Kuerten. Na oportunidade além de visitar a instituição brusquense, Alice conheceu o resultado de um dos projetos do XVIII Fundo de Apoio a Projetos Sociais (Faps) do IGK que beneficiou a Apae de Brusque, no valor de R$ 18 mil, com uma nova estrutura em móveis para a cozinha da associação. Durante a visita também foi realizada a entrega da placa inaugural do projeto.

Projetos
Esta é a terceira vez que a Apae de Brusque é contemplada com um projeto do IGK. A primeira foi em 2003, com recursos para aquisição de um Imitanciômetro, aparelho utilizado no monitoramento auditivo. A segunda foi em 2014, para a reforma da despensa da cozinha e, desta vez, para substituição dos móveis da cozinha (balcão, bancada e armário). “Sou brusquense de criação e estou muito feliz de estar aqui, de ver o crescimento e a manutenção da Apae de Brusque. Hoje já estamos em 187 municípios de Santa Catarina, com 520 projetos. Já contemplamos por duas vezes diversas entidades do Estado e estamos pela terceira vez percorrendo as cidades e realizando novos projetos. Nos sentimos muito orgulhosos em poder realizar mais uma ação e agradeço aos nossos parceiros, pois sem eles isso não seria possível de ser realizado”, comentou Alice.
Além dos investimentos na estrutura física, o IGK também está proporcionando diversas capacitações nas áreas de gestão e pedagogia aos profissionais que atuam em diversas entidades do Estado. Temas como: liderança, envelhecimento da pessoa com deficiência intelectual, o papel pedagógico na estimulação precoce, entre outros, estão sendo realizados por especialistas em palestras on-line, para profissionais de gestão da Apae, que irão multiplicar estes conteúdos para a equipe.
“Esperamos voltar outras vezes aqui e poder ver a evolução de todos os lugares que visitamos. A cidade de Brusque é sempre muito parceira. A entidade merece e esperamos cada vez mais lutar pela pessoa com deficiência nesse mundo tão contraditório”, completou Alice.

Aproximação
A visita foi acompanhada pelo coordenador logístico do IGK, Perseu Trilha Lehmmkuhl; pelo diretor presidente da Apae de Brusque, Renato Roda; pelo integrante dos Conselhos Administrativo e Consultivo da associação, Márcio Belli; e pela diretora executiva da entidade, Rosecler Ceratti Foletto.
“Foi um prazer e uma honra podermos receber a Alice, que é brusquense de coração. Ela, que através do IGK realiza vários projetos em instituições do Estado, como a Apae de Brusque. Também aproveitamos a visita para conversarmos sobre várias ideias para novos projetos em prol dos alunos da nossa instituição”, ressaltou o presidente da Apae de Brusque, Renato Roda.

Saiba mais
De acordo com informações do IGK, o Fundo de Apoio a Projetos Sociais (Faps) é um programa que busca apoiar, financeiramente e tecnicamente, projetos de organizações sociais de Santa Catarina, que desenvolvam ações voltadas para a integração da pessoa com deficiência.
A viabilidade econômica é garantida através de empresas parceiras. Cada parceiro é convidado a investir uma cota anual, que é utilizada para financiar diretamente os projetos selecionados e custear o processo de acompanhamento técnico desses projetos.
A cada ano são abertas inscrições para uma determinada região do Estado, previamente estabelecida, possibilitando que todas as organizações do entorno, inscrevam seus projetos.
O acompanhamento técnico e a avaliação são realizados pela equipe do IGK que também é responsável pelas capacitações nas áreas pedagógicas e de gestão.
Leia +27/10/2020

Clube de Mães da Apae de Brusque promove 1ª Feira Artesanal


Ação tem como objetivo reverter a venda de produtos em prol da instituição


O Clube de Mães da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Brusque promove na próxima terça-feira, 6 de outubro, a sua primeira Feira Artesanal em prol da instituição. Na oportunidade estarão à venda diversos itens produzidos pelas voluntárias.
O evento acontece na sede da Apae de Brusque, das 9h às 17h, sem fechar para o almoço e terá disponível produtos como pano de prato, toalhas de mesa, jogo americano, almofadas, colchas, e diversos outros itens feitos de forma artesanal pelas integrantes do Clube.
As compras poderão ser realizadas em dinheiro, cartão de débito ou crédito (somente à vista, sem opção de parcelamento).
A utilização de máscara é obrigatória. Além disso, todos os cuidados de prevenção à Covid-19 estão sendo tomados pela organização, para evitar aglomeração de pessoas.
Leia +01/10/2020

Clínica Uni Duni Tê celebra 29 anos de fundação

Unidade de Serviço da Apae de Brusque é referência no Estado de Santa Catarina

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Brusque celebra no mês de setembro de 2020 seus 65 anos de fundação. Mas, além da data que marca o pioneirismo da entidade como a primeira Apae de Santa Catarina e a segunda do país, a instituição também celebra outro momento especial: os 29 anos Clínica de Terapia Integrada Uni Duni Tê.
Fundada em 25 de setembro de 1991 a clínica é uma das três unidades de serviço da Apae de Brusque, sendo destaque no Estado e até mesmo no país pelos serviços prestados com o objetivo de prevenir deficiências, acompanhar e intervir no desenvolvimento infantil.

Início
A história da Uni Duni Tê teve início com a criação do Programa de Estimulação Precoce da Apae de Brusque no final dos anos de 1980, quando os profissionais da instituição na época perceberam que muitas crianças buscavam atendimento após os sete anos de idade, com dificuldades de aprendizagem, consequentes de atrasos no desenvolvimento que não haviam sido detectados nos primeiros anos de vida. Nesta época a equipe de profissionais, com o apoio da diretoria da Apae, iniciou um projeto, no bairro Guarani com o objetivo de prevenir, acompanhar e intervir no desenvolvimento integral de crianças de zero a três anos e 11 meses de idade. Desta forma nasceu a Uni Duni Tê, que passou a oferecer serviços como o Teste do Pezinho, acompanhamento e orientação multidisciplinar ao desenvolvimento infantil e estimulação precoce.
“Os primeiros anos de vida são muito importantes para as aquisições posteriores de uma criança, pois nessa fase ela cria caminhos para a aprendizagem conforme o seu desenvolvimento. Se ela possui atrasos, se eles não são detectados e se não são feitas intervenções adequadas, isso pode gerar dificuldades futuras em toda a sequência da vida dessa pessoa. E o objetivo da Clínica sempre foi atuar nesse sentido, com o foco da prevenção”, comenta a coordenadora da Uni Duni Tê, Valdete Batisti Archer.

Pioneirismo
Após a criação da clínica, em outubro de 1991, através de acordo firmado entre a Secretaria de Saúde do município, o Estado de Santa Catarina e Apae, o Teste do Pezinho passou a ser feito exclusivamente na Uni Duni Tê, favorecendo assim a continuidade do trabalho de prevenção, encaminhamento e o olhar para o desenvolvimento infantil dos recém-nascidos.
Desta forma, o Teste do Pezinho passou a ser realizado no Estado de SC e em Brusque, pela Uni Duni Tê, dez anos antes de ser incorporado ao Programa Nacional de Triagem Neonatal, instituído através da Portaria Nº 822, em 6 de junho de 2001.
O Teste é obrigatório e gratuito em todo o território nacional, realizado a partir da coleta de gotinhas de sangue do calcanhar dos bebês, preferencialmente no 3º dia de vida, que são enviadas para análise e podem identificar até seis tipos diferentes de doenças que, se não tratadas podem levar até a morte.
Em 2019, foram realizados 2.245 testes pela Uni Duni Tê, e em média quatro crianças por ano tiveram alterações confirmadas no exame, sendo encaminhadas para tratamentos específicos em centros de referência, e acompanhamentos necessários.
Para a garantia que todos os bebês nascidos em Brusque, Guabiruba e Botuverá possam realizar o teste, a clínica também realiza um monitoramento em parceria com os hospitais e as Unidades Básicas de Saúde da região. “Se alguma família não fez o teste, fazemos o contato, para garantir essa efetividade da triagem, já que este é o primeiro passo antes de exames de diagnósticos específicos, na identificação de possíveis doenças”, completa Valdete.

Audição
O Teste da Orelhinha é outro serviço prestado pela clínica desde 1997 e possibilita o diagnóstico precoce de perdas auditivas, além do monitoramento de crianças até três anos com risco para perda de audição tardia.
Em 2002, após a aquisição de um equipamento específico, foi possível garantir a efetividade da triagem necessária, realizada até hoje pela Uni Duni Tê.
Somente em 2019 foram realizados 2.411 testes e, por ano, também são detectadas pela clínica em média duas crianças com perdas auditivas, que posteriormente também são encaminhadas para tratamento e acompanhamento. “Pela importância que a audição e a linguagem têm no desenvolvimento da criança, sempre foram realizados trabalhos para investigação da audição. Entretanto somente com a aquisição de um aparelho específico é que a clínica passou a garantir a efetividade dessa triagem. São equipamentos modernos e de alto custo, conquistados por meio de projetos em parceria com instituições, que garantiram a qualidade dos serviços prestados”, completa a coordenadora.
Já em relação ao acompanhamento do desenvolvimento infantil, em média são atendidas 2.900 crianças por ano, que em sua maioria têm um desenvolvimento adequado para sua idade, sendo que de 1% a 2% delas precisam de um trabalho mais especifico com outros profissionais da equipe multidisciplinar, por apresentarem atrasos no desenvolvimento.

Conquistas
Ao longo de quase 30 anos a Uni Duni Tê prestou seus serviços em diversos locais, entretanto em 2012 contou com um espaço próprio, inaugurado anexo à sede da Apae de Brusque, onde funciona até hoje. “Sem dúvida a Uni Duni Tê realiza um trabalho preventivo e inovador, desde o seu início até hoje, já que são poucas as cidades que atualmente possuem esse espaço, com serviços gratuitos, voltados ao atendimento multidisciplinar, para o desenvolvimento infantil. Desta forma gostaríamos de ressaltar e parabenizar todas essas pessoas que passaram por aqui e contribuíram para que a Clínica se tornasse a referência que é hoje. Além de agradecermos a todas as famílias que acreditaram e acreditam nesse trabalho”, completa Valdete.

Atendimentos
Por conta da pandemia, os atendimentos presenciais, como o Acompanhamento do Desenvolvimento Infantil, foram suspensos, entretanto estão sendo feitos de forma remota, com orientações dos profissionais da Uni Duni Tê para as famílias poderem executar as atividades em casa.
Apenas os Testes do Pezinho e da Orelhinha permanecem sendo realizados, sem interrupção, e com horário previamente agendado, de segunda a sexta-feira, das 8h às 10h. Para agendamento e mais informações, os pais devem entrar em contato com a Uni Duni Tê através do telefone: (47) 98459-0617.


Leia +24/09/2020

Apae de Brusque comemora venda de cachorro-quente em prol da entidade

Ação Brusque pela Apae também contou com a parceria de quatro estabelecimentos comerciais na venda de combos em prol da entidade ao longo da semana

Como forma de arrecadar valores para a continuidade de seus serviços prestados para a comunidade local, a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Brusque realizou nos dias 18 e 19 de setembro a venda do seu tradicional cachorro-quente com duas linguicinhas. A ação foi uma das formas encontradas pela instituição para substituir a edição da Festa da entidade, que não pode ser realizada neste ano. Desta forma, em dois dias de vendas de cachorro-quente, tanto pelo drive thru montado na sede da entidade, como via delivery pela plataforma Pedidos 10, foram vendidas 3.840 unidades.
“A Apae de Brusque, a primeira Apae fundada em Santa Catarina, vem agradecer a toda a comunidade pela participação nesses dois dias do evento, que marcaram a data do aniversário da entidade, substituindo a edição da 40ª Festa da Apae. Em dois dias atingimos os objetivos da venda do nosso cachorro-quente e fica aqui o nosso agradecimento especial a todos que contribuíram de alguma forma, seja pelo patrocínio e doações, o auxílio dos voluntário ou quem adquiriu os lanches pela plataforma ou pelo drive thru. Em nome da Apae o nosso muito obrigada por terem feito esse evento dar certo”, declara o presidente da Apae de Brusque, Renato Roda.
Ao longo da próxima semana a entidade também fará o balanço das arrecadações realizadas por meio da parceria com os estabelecimentos comerciais Aromata, Best Burguer, Duda Belli e Verrückt, que através de combos especiais oportunizaram parte do valor dos lanches para a entidade, via plataforma Pedidos 10, entre os dias 14 a 19 de setembro. “A credibilidade da Apae faz com que possamos ter parceiros decisivos que contribuem para arrecadarmos valores em prol da entidade. E a esses parceiros também deixamos nossos agradecimentos especiais”, complementa Roda.

Bolo comemorativo
Além disso, para marcar os 65 anos da entidade, celebrados no último dia 14 de setembro, a Apae ‘presenteou’ as primeiras pessoas que foram até o drive thru da entidade, em ambos os dias de vendas de cachorro-quente, com a doação de um pedaço de nega maluca. Os bolos foram doações do Núcleo de Panificadoras e Confeitarias da Associação Empresarial de Brusque (ACIBr), que permitiram a distribuição de 2 pedaços para o público. “Esta foi uma forma singela que encontramos em compartilhar com a comunidade de Brusque o nosso agradecimento. Como não podemos realizar nossa Festa, nem dividir um bolo com nossos alunos, já que estamos sem atendimentos presenciais, doamos uma fatia de nega maluca para quem ajudou a entidade não só nessa ação, mas ao longo de todos esses anos. Nossos agradecimentos a todas as panificadoras que foram parceiras e que fizeram a doação dos bolos para este momento especial”, completa o presidente da Apae.
Outra atração em ambos os dias de venda do cachorro-quente, foi a cantora Jordana Brogni, que recepcionou e animou o público que esteve na sede da entidade para a retirada dos lanches.

Visitas especiais
Muitas pessoas foram até a sede da entidade para adquirir o cachorro-quente da Apae. Entre elas estava o mecânico Paulo César Sedrez, morador do bairro Santa Rita. “Sempre participamos das ações da Apae, pois é uma entidade que gostamos muito de ajudar pelo importante trabalho que ela faz. Esse formato de drive thru foi uma ótima opção, muito rápido e prático. Com certeza se tiver mais vezes vamos vir prestigiar”, comentou.
As auxiliares administrativas Tais Koller e Noelly dos Prazeres, moradoras de Guabiruba, também foram até o drive thru da Apae para garantir os deliciosos cachorros-quentes, na noite de sexta-feira, 18. “Gostamos muito de vir nas edições da Festa, para participar e colaborar para esta instituição que é tão valiosa. E hoje não poderia ser diferente: além de ajudarmos temos em troca essa delícia de lanche”, comentou Tais.
Da mesma forma alguns alunos da Apae foram com pais e familiares até a sede da instituição e, mesmo dentro do carro, de longe, puderam matar um pouco da saudade dos colaboradores e de alguns professores que estavam no local. Este foi o caso de Marcelo Mafra, que há sete anos frequenta a Apae de Brusque e demonstrou nos olhos a emoção em ver os amigos de longe, no local que considera sua segunda casa. “Ele tem muita saudade daqui que tem sido amenizada pelas chamas de vídeo entre os amigos. Mas com certeza nada substitui a presença física, por isso viemos aqui buscar esse cachorro-quente delicioso para toda nossa família”, comentou a mãe, Magnólia Mafra.
Leia +20/09/2020

Apae de Brusque comemora 65 anos de fundação

Instituição é a primeira Apae a ser fundada em Santa Catarina e a segunda do país. Evento solidário em prol da entidade será realizado esta semana para marcar a data



Fundada em 14 de setembro de 1955, a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais – Apae de Brusque é a segunda Apae criada no Brasil. Nasceu da iniciativa dos saudosos Dr. Carlos Moritz e de sua esposa, dona Ruth de Sá Moritz, que buscavam recursos para melhor atender Pierre, seu segundo filho.
O Rio de Janeiro (RJ), cidade natal de dona Ruth, foi o destino do casal que foi conhecer e buscar instituições referências no atendimento a pessoas com deficiência na época. Ao retornar para Brusque, o médico liderou o movimento para aquisição de um terreno e construção de uma escola. E assim, em reunião realizada na própria residência da família Moritz, no dia 14 de setembro de 1955, com a participação de membros da comunidade, como Oscar Gustavo Krieger, Cyro Gevaerd, Bruno Moritz, Ayres Gevaerd e Bruno Maluche, foi fundada a Apae de Brusque e constituída a primeira diretoria ‘provisória’ da instituição, tendo como presidente, o próprio Dr. Carlos Moritz.
Desta forma, a Apae de Brusque foi criada nove meses depois da Apae do Rio de Janeiro, sendo a primeira Apae de Santa Catarina e a segunda do país. Aos 75 anos, Pierre ainda é um dos alunos da entidade e com ele, cerca de 280 alunos recebem atendimento.

História
O Instituto Santa Inês (ISI) foi criado também em 14 de setembro de 1955, conforme mencionado na Ata de Fundação da Apae de Brusque, com a proposta de se tornar uma escola para desenvolver crianças com deficiência. As atividades da unidade iniciaram com sete alunos, em diversos locais cedidos pela comunidade, até que em 20 de março de 1961, passou para o prédio próprio da instituição, situado na Avenida Augusto Bauer, bairro Jardim Maluche, até hoje sede da Apae.
Ao longo dos anos foram muitos desafios e conquistas, além de momentos marcantes. Um deles foi em 1991, quando a Apae de Brusque deu início a mais um importante projeto com visão de futuro: a criação de mais uma unidade de atendimento, a Clínica Uni Duni Tê, com o objetivo de prevenir deficiências, acompanhar e intervir no desenvolvimento infantil. Em 1992 a clínica, em parceria com o município, passou a realizar o Teste do Pezinho nos recém-nascidos e, em 2002, o Teste da Orelhinha. Desta forma, a Apae de Brusque é a única do Estado de Santa Catarina a contar com ambos os testes dentro de seu programa de prevenção, prestados de forma totalmente gratuita.
Preocupada com a falta de serviços oferecidos às pessoas com deficiência intelectual, na fase adulta e em processo de envelhecimento, a Apae de Brusque em 2001 também criou sua terceira unidade de atuação: o Centro de Convivência Ruth de Sá (Cecon), em homenagem a saudosa Dona Ruth de Sá Mortiz, mãe de Pierre e voluntária da entidade por muitos anos.

Doação e apoio
Ao longo dessas seis décadas, pais, familiares e amigos se juntaram à caminhada e contribuem de forma permanente, visando o fortalecimento da instituição e a qualificação dos serviços a serem prestados à pessoa com deficiência intelectual, múltipla e com transtorno do espectro autista. “Ao longo dos anos a Apae se desenvolveu por conta do trabalho de muitos voluntários, que se dedicaram e ainda se dedicam em prol da instituição. Por isso agradecemos a todos que de alguma forma contribuíram para que a nossa Apae conseguisse conquistar o espaço que tem hoje e principalmente os serviços que presta, tanto no desenvolvimento de pessoas com deficiência, como na prevenção. Todo o nosso carinho e obrigado aos voluntários, familiares e aos profissionais que trilharam essa caminhada e que ainda contribuem”, ressalta o presidente da instituição, Renato Roda.
Atualmente a Apae Brusque oferece atendimento gratuito em todas as suas frentes de atuação: Clínica Uni Duni Tê, Instituto Santa Inês e Centro de Convivência Ruth de Sá.
Desde as medidas restritivas, adotadas em função da pandemia do Covid-19, entretanto, os atendimentos presenciais foram suspensos, sendo mantidos apenas os Testes do Pezinho e da Orelhinha, mediante a agendamento, realizados pela Clínica Uni Duni Tê.
Como forma de marcar os 65 anos de fundação, a Apae de Brusque está produzindo um vídeo, com depoimentos de várias pessoas que fizeram parte das mais de seis décadas da entidade. O vídeo será lançado ainda no mês de setembro e está sendo produzido pela Comphany Studio.

Brusque pela Apae
Além disso, outra ação importante para a entidade será a segunda edição do “Brusque pela Apae”, que inicia nesta segunda-feira, 14 de setembro, e vai até o sábado, 19, com a venda dos ‘Combos Especiais da Apae’, nos estabelecimentos parceiros: Aromata, Best Burguer, Duda Belli e Verrückt, pela plataforma Pedidos 10. Assim, ao longo da semana, a comunidade de Brusque e região poderá selecionar a opção do lanche nos estabelecimentos, diretamente pelo aplicativo, e realizar a doação de R$ 1 a R$ 5, que serão revertidos posteriormente em prol da entidade.
Já nos dias 18 e 19 de setembro, sexta e sábado, data em que seria realizada a edição de 2020 da Festa da Apae, a instituição terá a venda do seu tradicional ‘cachorro-quente com duas linguicinhas’, no valor de R$ 5. As vendas serão realizadas de duas formas: tanto pela plataforma Pedidos 10, onde o público poderá pedir diretamente pela opção de delivery (entrega em casa) ou indo diretamente na sede da Apae de Brusque para fazer o pedido e a retirada no local por drive thru (retirada dentro do veículo), das 17h às 23h.
Além disso, quem for até a sede da instituição em ambos os dias para a aquisição e retirada do lanche será recepcionado com boa música, já que na sexta-feira e no sábado a cantora Jordana Brogni se apresentará no palco da entidade, para animar o público presente, a partir das 19h30 em ambos os dias.
Toda a estrutura do evento será realizada com segurança e os cuidados necessários de prevenção contra o Covid-19. A solicitação da entidade também é para que todos os que forem até a Apae para a retirada dos alimentos utilizem máscara obrigatoriamente, da mesma forma que apenas uma pessoa por família possa ir até o local, para que se evite aglomerações.
O evento solidário foi a adaptação encontrada pela Apae de Brusque para substituir a realização da tradicional Festa da entidade, realizada no mês de setembro. “Como não teremos a nossa Festa em 2020, convidamos o público que sempre nos prestigia a fazer o seu pedido de lanche, ao longo da semana, bem como adquirir o nosso tradicional cachorro quente nos dias 18 e 19 de setembro. Desta forma fazendo a sua parte e estarão contribuindo para a Apae”, completa o presidente da instituição, Renato Roda.

Rifa 2020
Paralelo ao evento também já está sendo vendida a tradicional Rifa da entidade. Interessados em adquirir os blocos e bilhetes devem entrar em contato direto com a Apae de Brusque, com Milani, através do telefone: (47) 3351-2482.
Em 2020 o primeiro prêmio da rifa será um Renault KWID Zen, 0km com itens de série. O segundo prêmio será uma E-Scooter Foston + jaqueta e calça protetora. O terceiro prêmio será um vídeo game Nintendo Switch; o quarto prêmio um patinete elétrico; e o quinto prêmio um kit de depurador de ambiente, forno elétrico e um fogão cooktop de quatro bocas.
O sorteio da rifa acontece pela combinação do resultado da Loteria Federal do dia 28 de novembro, conforme os anos anteriores.

SERVIÇO
-Festa da Apae de Brusque 2020 - Brusque pela Apae
-De 14 a 19/9: venda de combos especiais da Apae pelo Pedidos 10 + opção de doação de R$ 1 a R$ 5 para a entidade, nos estabelecimentos: Aromata, Best Burguer, Duda Belli e Verrückt

-Dias 18 e 19/9, das 17h às 23h:
-Venda do tradicional cachorro-quente com 2 linguicinhas – R$ 5,00 - por delivery pela plataforma Pedidos 10, ou para aquisição e retirada na sede da entidade via drive thru (retirada dentro do veículo).
-Apresentação da cantora Jordana Brogni (na sede da instituição) – a partir das 19h30

*Obrigatório o uso de máscara para quem for até a entidade retirar os alimentos em ambos os dias.
- A Apae de Brusque fica na Av. Augusto Bauer, nº 350 - Jardim Maluche.
Leia +12/09/2020

Festa da Apae de Brusque em 2020 será diferenciada com parceria de diversos estabelecimentos

Campanha “Brusque pela Apae” terá continuidade e a população poderá contribuir adquirindo combos especiais e doando valores para a instituição

Com o cancelamento dos eventos presenciais previstos para 2020 por conta da pandemia, a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Brusque precisou adaptar diversas ações, entre elas a sua tradicional Festa. Assim, neste ano, o evento terá um formato diferenciado já que contará com a parceria de quatro estabelecimentos da cidade, que através de ação solidária farão a venda de combos especiais, de 14 a 19 de setembro, que terão parte dos valores revertidos para a Apae de Brusque.
Da mesma forma, nos dias 18 e 19 de setembro, data em que seria realizada a Festa, a instituição também fará a venda de seu tradicional ‘cachorro-quente’ com duas linguicinhas. “A nossa Festa é sempre um momento muito significativo, pois é onde as famílias e os amigos ‘apaeanos’ se encontram, onde a comunidade prestigia e conhece um pouco mais do trabalho feito pela instituição, e onde arrecadamos valores para a manutenção dos nossos trabalhos. Infelizmente não foi possível realizá-la este ano, por isso convidamos toda a comunidade de Brusque e região para prestigiar as ações que serão feitas em prol da Apae de Brusque. Se cada um puder adquirir um lanche e colaborar para a entidade, já estará contribuindo de forma significativa para a continuidade dos nossos trabalhos”, comenta o presidente da Apae de Brusque, Renato Roda.

Parcerias deliciosas
A ação ‘Brusque pela Apae’ inicia na segunda-feira, 14 de setembro, e vai até a sábado, 19, com a venda dos ‘Combos Especiais da Apae’, nos estabelecimentos parceiros: Aromata, Best Burguer, Duda Belli e Verrückt, pela plataforma Pedidos 10. Assim, ao longo da semana, o público poderá selecionar a opção do lanche nos estabelecimentos, diretamente pelo aplicativo, e realizar a doação de R$ 1 a R$ 5, que serão revertidos posteriormente em prol da instituição.
Para os representantes dos estabelecimentos, poder contribuir de alguma maneira para a instituição é uma forma de demonstrar o apoio ao importante trabalho desenvolvido ao longo pela entidade. “É uma grande satisfação poder contribuir para a Apae, que presta um grande serviço à comunidade auxiliando no desenvolvimento e inclusão social de pessoas especiais. Gostaríamos de convidar a todos para contribuir, não só nesta ação presente, mas também em qualquer outra oportunidade, já que a Apae teve as suas ações para arrecadação de recursos muito prejudicadas por conta das medidas restritivas da pandemia”, comenta a Família Aromata.
Da mesma forma, o proprietário do Duda Belli Bar, também destaca a satisfação da parceria, em mais uma ação em prol da Apae. “Ficamos muito lisonjeados pelo convite, pois a Apae de Brusque é uma instituição muito séria, honesta, que ajuda muitas pessoas e cabe a nós, enquanto comunidade, retribuirmos isso. Contem sempre conosco. Parabéns a todos os envolvidos, voluntários e desejo sucesso em mais essa importante ação”, comenta Duda Belli.
“A Apae é uma instituição muito respeitada, que acolhe muitos alunos da nossa cidade e os trata com muito amor e carinho, e nada melhor do que retribuir essa ajuda. E para nós, da Pedidos 10 é sempre um prazer imenso poder contribuir, mais uma vez, com a entidade”, completa a responsável pelas relações comerciais e publicitárias do Pedidos 10, Daiane Leite.

Drive Thru e delivery
Já nos dias 18 e 19 de setembro, sexta e sábado, data em que seria realizada a edição de 2020 da Festa da Apae, a entidade terá a venda do seu tradicional ‘cachorro-quente com duas linguicinhas’, no valor de R$ 5. As vendas serão realizadas de duas formas: tanto pela plataforma Pedidos 10, onde o público poderá pedir diretamente pela opção de delivery (entrega) ou indo diretamente na sede da Apae de Brusque para fazer o pedido e a retirada no local por drive thru (retirada dentro do veículo), das 17h às 23h.
Além disso, quem for até a sede da instituição em ambos os dias para a aquisição e retirada do lanche será recepcionado com boa música, já que na sexta-feira e no sábado a cantora Jordana Brogni se apresentará no palco da entidade, para animar o público presente, a partir das 19h30 em ambos os dias.
Toda a estrutura do evento será realizada com segurança e os cuidados necessários de prevenção contra o Covid-19, como uso obrigatório de máscara, distanciamento, álcool gel, entre outros. A solicitação da entidade também é para que todos os que forem até a Apae para a retirada dos alimentos utilizem máscara obrigatoriamente, da mesma forma que apenas uma pessoa por família possa ir até o local, para que se evite aglomerações.

Rifa 2020
Paralelo ao evento também já está sendo vendida a tradicional Rifa da entidade. Interessados em adquirir os blocos e bilhetes devem entrar em contato direto com a Apae de Brusque, com Milani, através do telefone: (47) 3351-2482 (período da tarde).
Em 2020 o primeiro prêmio da rifa será um Renault KWID Zen, 0km com itens de série. O segundo prêmio será uma E-Scooter Foston + jaqueta e calça protetora. O terceiro prêmio será um vídeo game Nintendo Switch; o quarto prêmio um patinete elétrico; e o quinto prêmio um kit de depurador de ambiente, forno elétrico e um fogão cooktop de quatro bocas.
O sorteio da rifa acontece pela combinação do resultado da Loteria Federal do dia 28 de novembro, conforme os anos anteriores.

65 anos de fundação
Fundada em 14 de setembro de 1955, em 2020 a Apae de Brusque celebra seus 65 anos. A instituição é a primeira Apae formada em Santa Catarina e a segunda constituída no Brasil. Seu início foi marcado após o nascimento de Pierre Moritz, filho dos saudosos Ruth e Carlos Moritz, e que ainda é um dos alunos da entidade. Com ele, cerca de 280 alunos recebem atendimento.
Ao longo da trajetória da Apae, pais e amigos se juntaram à caminhada e contribuem de forma permanente, visando o fortalecimento da instituição e a qualidade dos serviços prestados. A Apae Brusque oferece atendimento gratuito em todas as suas frentes de atuação: Clínica Uni Duni Tê, Instituto Santa Inês e Centro de Convivência Ruth de Sá.
Desde as medidas restritivas, adotadas em função da pandemia do Covid-19, os atendimentos presenciais foram suspensos, sendo mantidos apenas os Testes do Pezinho e da Orelhinha, mediante a agendamento, realizados pela Clínica Uni Duni Tê.
Como forma de marcar a data, a Apae de Brusque está produzindo um vídeo, com depoimentos de várias pessoas que fizeram parte dos 65 anos da instituição. O vídeo será lançado ainda no mês de setembro e está sendo produzido pela Comphany Studio.


SERVIÇO
-Festa da Apae de Brusque 2020 - Brusque pela Apae
-De 14 a 19/9: venda de combos especiais da Apae pelo Pedidos 10 + opção de doação de R$ 1 a R$ 5 para a entidade, nos estabelecimentos: Aromata, Best Burguer, Duda Belli e Verrückt

-Dias 18 e 19/9, das 17h às 23h:
-18/9: Venda do tradicional cachorro-quente com 2 linguicinhas – R$ 5,00 - por delivery pela plataforma Pedidos 10, ou para aquisição e retirada na sede da entidade via drive thru (retirada dentro do veículo).
-Apresentação da cantora Jordana Brogni (na sede da instituição) – a partir das 19h30

-19/9: Venda do tradicional cachorro-quente com 2 linguicinhas – R$ 5,00 - por delivery pela plataforma Pedidos 10, ou para aquisição e retirada na sede da entidade via drive thru (retirada dentro do veículo).
-Apresentação da cantora Jordana Brogni (na sede da instituição) – a partir das 19h30

*Obrigatório o uso de máscara para quem for até a entidade retirar os alimentos em ambos os dias.
- A Apae de Brusque fica na Av. Augusto Bauer, nº 350 - Jardim Maluche.
Leia +09/09/2020

“Hoje sou o que sou porque houveram pessoas que nunca desistiram de mim”

Palestrante Viviane Voss participou de live especial da Apae de Brusque e falou sobre sua trajetória de vida na Semana Nacional da Pessoa com Deficiência


Como parte da programação da Semana Nacional da Pessoa com Deficiência, a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Brusque promoveu na quinta-feira, 27 de agosto uma live especial "Do antagonismo ao protagonismo: uma história de vida", com a ex-aluna da instituição, Viviane Aparecida Voss.
Durante 1h e 30min, Vivi, como gosta de ser chamada, falou sobre sua deficiência, sua trajetória de vida, alguns dos diversos desafios enfrentados por ela, além de sua superação e a importância dos serviços oferecidos pela Apae que auxiliaram em sua formação e desenvolvimento.
Realizada entre os dias 21 a 28 de agosto, a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla em 2020 teve como tema "Protagonismo empodera e concretiza a inclusão social". Pela proibição de eventos presenciais por conta da pandemia, a live foi uma das formas encontrada pela instituição brusquense para compartilhar experiências e discussões a respeito do tema. “Precisamos cada vez mais abrir espaços de discussão e enxergar a pessoa com deficiência, intelectual ou múltipla, como um cidadão participante da sociedade. E cada vez que se abrem essas discussões, de participação e de temáticas de interesse deles, nos tornamos uma sociedade mais participativa e principalmente mais inclusiva. E esse protagonismo, da própria pessoa com deficiência, é essencial, pois estamos dando a essas pessoas a oportunidade de falarem sobre suas experiências. Por isso convidamos a Vivi que foi uma aluna da Apae e que é um dos nossos exemplos de protagonismo a falar sobre isso”, comentou durante a abertura a coordenadora pedagógica e mediadora da live, Anelyn Pinheiro.

Antagonismo e protagonismo
Ao longo de sua palestra, Vivi contou sua trajetória de vida, em como passou de uma criança, que não falava, não andava e nem sentava, até a mulher que é hoje: independente, que se locomove para onde deseja, se comunica da melhor forma e dá palestras com seu exemplo de vida para várias pessoas.
Nascida em uma cidade pequena e simples, no Mato Grosso, Vivi veio ao mundo após o período que deveria nascer, o que trouxe sequelas e impactou em seu desenvolvimento. Com o tempo e suas limitações, seus pais perceberam a necessidade de buscar serviços que a auxiliassem, e dessa forma vieram para Brusque, onde encontraram a Apae, em 1992.
Desde então, dos sete aos 33 anos, Vivi foi aluna da instituição, passou por processos de fisioterapia a alfabetização onde pode desenvolver suas habilidades motoras, de comunicação, convivência e alfabetização. “Hoje sou o que sou porque houve uma equipe na Apae que nunca desistiu de mim. Consegui andar e não parei mais. Aprendi a falar e também não parei mais. A Apae foi fundamental para estarmos aqui hoje, falando de igual para igual”, relatou.
Depois de aprender a ler e escrever, Vivi também passou a escrever sua própria história, marcada por muitas conquistas, evolução, mas também muito preconceito. Entre as lembranças contadas durante a live, Vivi falou sobre sua triste experiência ainda jovem quando foi para o ensino regular, por volta de seus 12 anos, quando sofreu bullying. “Frequentei a escola por uma semana. Não tinha professor auxiliar na época e infelizmente os outros alunos não me respeitaram, me empurravam e até da escada cheguei a cair. Foi a pior semana da minha vida”, relembra com tristeza do fato ocorrido há 23 anos.
Graças a evolução, aos diálogos e leis, a inclusão passou a fazer parte do ensino regular e cada vez mais transformou a realidade vivenciada por Vivi em um capítulo do passado. Mesmo assim diariamente a ex-aluna da Apae relata sua batalha contra o preconceito. “Ainda tem muito preconceito da sociedade, mas hoje sei enfrentar melhor essa questão. Eu mesma até meus 15 anos não me aceitava, mas depois passei a mudar esse olhar, a conviver comigo mesma e perceber que ninguém é melhor do que ninguém. Somos todos diferentes e isso não me faz ser maior ou menor que qualquer outra pessoa. Sou humana, tenho sentimentos como qualquer outra mulher, mas acima de tudo sou muito feliz”, enalteceu.
Em 2014, por meio de uma parceria da Apae, Vivi foi encaminhada ao Centro de Educação de Jovens e Adultos (CEJA) onde graduou-se no Ensino Regular e Ensino Médio. Hoje, aos 35 anos, ela é palestrante e se prepara para a vida acadêmica, pois sonha em cursar a faculdade de psicologia, inspirando diversas pessoas com sua história. “Agradeço muito por esse espaço oportunizado pela Apae, esse local que sempre me acolheu. Que as pessoas possam conhecer mais o trabalho feito pela entidade que é maravilhoso e principalmente que parem de ter preconceito, pois ninguém é melhor que ninguém”, completou.
A live promovida pela Apae de Brusque contou com mais de 1,8 mil visualizações, mais de 500 comentários e inúmeras reflexões a respeito da importância do olhar voltado para a pessoa com deficiência.

Destaque nacional
Outro importante momento no dia 27 de agosto foi a participação da Apae de Brusque na videoconferência da Federação Nacional das Apaes (Fenapaes), que teve como tema "A educação como meio para o desenvolvimento humano em igualdade de oportunidades". O evento contou com a participação de representantes de Santa Catarina, Mato Grosso do Sul, Piauí, Paraíba e Minas Gerais, e expectadores de todo o país, que discutiram a respeito do processo educacional para geração de oportunidades iguais e inclusão das pessoas com deficiência.
O evento on-line nacional contou com a participação de Viviane Voss e da professora da Apae de Brusque Joice Diegoli que compartilharam a experiência de vida de Vivi e sua trajetória na Apae, desde o processo de alfabetização até a independência dela, que hoje circula pela cidade de ônibus, e sonha em cursar psicologia. “Nunca estou contente com o que tenho, sempre quero mais e mais. O ‘não’ sempre fez parte da minha vida, mas sempre o enfrentei, pois ele é quem me motivava. O preconceito ainda é muito grande, mas eu nunca desisto dos meus sonhos, pois quando o realizamos, é melhor ainda”, enfatizou Vivi.
Leia +28/08/2020

Prestação de contas referente a 10ª parcela do Convênio 001/2019, firmado com a Secretaria de Assistência Social da Prefeitura Municipal de Brusque.

Leia +26/08/2020

Apae de Brusque promove live na ‘Semana Nacional da Pessoa com Deficiência’

Dentro da programação da Semana Nacional da Pessoa com Deficiência, a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Brusque realiza na quinta-feira, 27 de agosto, a live "Do antagonismo ao protagonismo: uma história de vida", com a ex-aluna da instituição, Viviane Aparecida Voss.
O evento será transmitido pela página da Apae de Brusque no Facebook, às 10h, e contará com a mediação da orientadora pedagógica da instituição, Anelyn Pinheiro.
Na oportunidade Viviane irá falar sobre sua trajetória de vida, os desafios e a superação, bem como a importância que os serviços oferecidos pela Apae auxiliaram em sua formação e desenvolvimento.
A ação faz parte de uma programação integrada desenvolvida em parceria pelas Apaes de Brusque, Apiúna, Blumenau, Guabiruba, Guaramirim, Indaial, Nova Trento, Pomerode, São João Batista e Timbó.

A palestrante
Viviane frequentou a Apae de Brusque dos sete aos 33 anos, onde desenvolveu suas habilidades ao longo do tempo e foi atuante na autodefensoria de 2009 a 2013. Em 2015 e 2016 atuou como auxiliar e mediadora do movimento dentro da Apae. Em 2014, por meio da parceria da instituição, foi encaminhada ao Centro de Educação de Jovens e Adultos (CEJA) onde graduou-se no Ensino Regular e Ensino Médio. Aos 35 anos, Viviane é palestrante e se prepara para a vida acadêmica.

Saiba mais
Realizada entre os dias 21 a 28 de agosto, a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla em 2020 tem como tema "Protagonismo empodera e concretiza a inclusão social".
De acordo com a Federação das Apaes do Brasil o objetivo da Semana é promover um intenso debate de inclusão social e combate ao preconceito e discriminação das pessoas com deficiência.
A Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla foi instituída após a Lei 13.585 de 26 de dezembro de 2017 ter sido sancionada. Desde então diversas ações, campanhas e programas são realizadas em todo o país no período, onde todas as Apaes convidam a sociedade a participar dessa grande mobilização.

SERVIÇO
Live Apae de Brusque - Semana Nacional da Pessoa com Deficiência
"Do antagonismo ao protagonismo: uma história de vida"
Com Viviane Voss
Mediação: Anelyn Pinheiro
Quinta-feira, 27 de agosto
Às 10h
Na página do Facebook da Apae de Brusque (@apaedebrusque)


Leia +24/08/2020

Apae de Brusque inicia venda de rifa em prol da instituição

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Brusque iniciou nesta quinta-feira, 30 de julho, a venda da tradicional rifa da entidade.
Interessados em adquirir os blocos e bilhetes devem entrar em contato direto com a Apae de Brusque, com Milani, através do telefone: (47) 3351-2482 (período da tarde).

Sorteio
Em 2020 o primeiro prêmio da rifa será um Renault KWID Zen, 0km com itens de série. O segundo prêmio será uma E-Scooter Foston + jaqueta e calça protetora. O terceiro prêmio será um vídeo game Nintendo Switch; o quarto prêmio um patinete elétrico; e o quinto prêmio um kit de depurador de ambiente, forno elétrico e um fogão cooktop de quatro bocas.
O sorteio da rifa acontece pela combinação do resultado da Loteria Federal do dia 28/11/2020, conforme os anos anteriores.

Festa
A 40ª edição da Festa da Apae está programada para ser realizada nos dias 18 e 19 de setembro. Entretanto, devido à pandemia da Covid-19, a diretoria da instituição ainda está definindo de que forma será realizado o evento neste ano. “Estamos estudando diversas possibilidades, entre elas a de realização de uma live solidária. Assim que tivermos tudo definido vamos divulgar para que a população de Brusque possa se programar, prestigiar o nosso evento e, mais uma vez, contribuir para a nossa instituição”, comenta o presidente da Apae de Brusque, Renato Roda.



Leia +31/07/2020

Apae de Brusque reforça realização dos Testes do Pezinho e da Orelhinha feitos pela clínica Uni Duni Tê

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Brusque ressalta que apenas os atendimentos do Teste do Pezinho e da Orelhinha permanecem sendo realizados pela Clínica Uni Duni Tê, com horários previamente agendados.
Desta forma, é necessário que os pais de recém-nascidos agendem o atendimento pelo telefone (47) 98459-0617. Os testes serão marcados de segunda à sexta-feira, das 8h às 10h.
Além disso é obrigatório o uso de máscara por parte dos pais que irão se dirigir até a Clínica. A indicação é que somente os pais dos bebês possam ir para o atendimento, acompanhando o recém-nascido, evitando levar crianças ou idosos.

Demais atendimentos
A Uni Duni Tê informa ainda que os demais atendimentos, entre eles, o Acompanhamento ao Desenvolvimento Infantil, estão suspensos, mesmo para os bebês que tiveram datas agendadas a partir de março deste ano, durante a pandemia.
Com isso, a solicitação é para que as famílias que tinham datas agendadas para o acompanhamento entrem em contato com a instituição antes de se deslocar até a Clínica Uni Duni Tê.
Da mesma forma, os pais que tiverem alguma necessidade em relação ao desenvolvimento do seu filho(a) podem enviar mensagens via WhatsApp para o número: (47) 98424-0617, para esclarecimento de dúvidas e informações.

Documentos necessários
Para a realização do Testes do Pezinho e da Orelhinha são necessários: Cartão Nacional do SUS (da mãe ou da criança); cópia do Comprovante de Residência da família; Certidão de Nascimento do bebê ou Declaração de Nascido-Vivo; Carteira de Saúde do bebê; CPF ou RG dos pais; carteira de Gestante da mãe.


Serviço
Teste do Pezinho e da Orelhinha
-Realizado pela Clínica Uni Duni Tê – Apae de Brusque
-Somente por agendamento, através dos telefones: (47) 98424-0617
-A Uni Duni Tê fica na avenida Hugo Schloesser, nº 360, bairro Jardim Maluche, anexo a Apae de Brusque
-A Apae de Brusque também reforça que os atendimentos presenciais, nos demais serviços prestados pela instituição, estão suspensos e ocorrendo de forma remota, a fim de levar atividades aos seus usuários, bem como prestar apoio e orientação às famílias.

Leia +22/07/2020

Evento ‘Brusque pela Apae’ arrecada mais de R$ 13 mil para a entidade

Live solidária contou com apresentação de artistas brusquenses, venda de alimentos e doações do público

A noite de sexta-feira, 10 de julho, foi marcada por muita solidariedade, com a realização do ‘Brusque pela Apae’. O evento teve como objetivo contar com a união e colaboração da comunidade na arrecadação de valores para a manutenção das atividades da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Brusque.
Na oportunidade o público de Brusque e da região pode adquirir cachorro-quente e meio frango assado com acompanhamento, que foram vendidos tanto por meio de entrega delivery como também através do drive-thru, montado na sede da entidade.
Paralelo às delicias vendidas, em casa, o público pode acompanhar uma live especial com a participação dos renomados artistas brusquenses: Bia Barros, Mimi Reis, Calinho Luminoso, Didi Maçaneiro, Rogerinho Las Flores, Laura Rodrigues (The Voice Kids) acompanhados de uma super banda. Os artistas se revezaram no palco e, com um repertório variado, garantiram a animação do público em casa, bem como recepcionaram com boa música quem foi até a entidade para a retirada dos pratos, tornando a noite ainda mais especial.
Durante a apresentação da live o público também pode contribuir com a doação de valores por meio de um QR Code disponível, além de doações via transferência/depósito bancário para a Apae de Brusque.
Ao todo, a ação reverteu para a instituição o valor líquido de R$ 13.565,32, tanto com as doações como a venda dos 1500 cachorros-quentes e 232 pratos quentes. “Foi um evento preparado com muito carinho, por todos os nossos voluntários, desde quem auxiliou a produção das comidas como aos artistas que se apresentaram de forma espetacular. Agradecemos a todos os envolvidos, e também as equipes responsáveis pelo som, iluminação, transmissão e a toda a imprensa que nos apoiou na divulgação do evento. Atingimos o máximo de vendas dos produtos que colocamos à disposição e agradecemos a toda Brusque por mais esse gesto de contribuição com a nossa entidade. Com toda a certeza isso nos dá ainda mais ânimo para continuarmos a realizar os serviços em prol da nossa população”, destaca o presidente da entidade, Renato Roda.

Alimentos
Ao longo da última semana a solicitação de aquisição de cartões para a compra dos alimentos vendidos já tinha sido feita por algumas pessoas, que desde o final da tarde de sexta-feira, foram até a sede da Apae para a retirada. Além disso, dezenas de pessoas se dirigiram até a instituição, onde por meio de drive-thru puderam comprar as comidas e curtir o show ao vivo da live que estava sendo transmitida, das 19h30 às 22h30.
“O cachorro-quente da Apae é sempre bom e poder vir aqui e contribuir para a instituição, além de ver o show desses artistas, foi sensacional. Valeu muito a pena, foi uma forma muito legal de a Apae se reinventar em suas arrecadações. Com certeza se houver mais uma edição, vamos vir novamente prestigiar”, comentou Lucas Pavesi, analista de PCP, que esteve na noite de sexta-feira no drive-thru.
Quem também foi até a sede da Apae para adquirir as opções de pratos, foram as amigas Sabine Habitzreuter e Nathiele Boing Lira. “A Festa da Apae é um evento que sempre prestigiamos. E foi muito legal essa iniciativa, em um modelo diferente, bonito e principalmente seguro”, avaliou Nathiele.
Toda a estrutura do evento foi realizada com segurança e os cuidados necessários de prevenção contra o Covid-19, como uso obrigatório de máscara, distanciamento, álcool gel, entre outros.
Outra opção para o público foi a entrega em casa, via delivery, feita através de uma equipe de motoboys e também pela plataforma Pedidos 10.

Participação e homenagens
Durante o evento, pessoas de diversas cidades de Santa Catarina e de outras partes do país também acompanharam a transmissão ao vivo de suas casas, manifestando seu reconhecimento pela instituição e carinho pelos artistas presentes.
Um dos momentos emocionantes do evento também foi a homenagem feita pelos artistas as vítimas do Covid-19, em especial a Ronei Zancanaro, amigo de alguns dos integrantes do grupo, que faleceu na última sexta-feira, 10 de julho, por conta do Coronavírus.
Para Bia Barros, poder participar de uma ação filantrópica em prol da entidade, foi enriquecedor. “Esse evento superou todas as nossas expectativas. Estar no palco novamente, onde reunimos diversos amigos de uma vez só foi algo inédito, divertido e ‘curador’, já que buscamos levar música e alegria para o público. Tudo isso promovendo uma ação que colaborou para a Apae, que há 65 anos atua na nossa comunidade e ajuda tantas pessoas. Nossa enorme gratidão por podermos participar deste momento, pela história da entidade e a todos que contribuíram de alguma forma”, completou.

Saiba mais
Fundada em 14 de setembro de 1955, a APAE de Brusque é a primeira Apae formada em Santa Catarina e a segunda constituída no Brasil. Seu início foi marcado após o nascimento de Pierre Moritz, filho dos saudosos Ruth e Carlos Moritz. Em 2020 a entidade completa 65 anos, e Pierre é um dos seus alunos. Com ele, cerca de 280 alunos recebem atendimento diário.
Ao longo da trajetória da Apae, pais e amigos se juntaram à caminhada e contribuem de forma permanente, visando o fortalecimento da instituição e a qualidade dos serviços prestados. A Apae Brusque oferece atendimento gratuito em todas as suas frentes de atuação: Clínica Uni Duni Tê, Instituto Santa Inês e Centro de Convivência Ruth de Sá.
Desde as medidas restritivas, adotadas em função da pandemia do Covid-19, os atendimentos presenciais foram suspensos, sendo mantidos apenas os Testes do Pezinho e da Orelhinha, mediante a agendamento, realizados pela Clínica Uni Duni Tê.

Ainda é possível ajudar
Para quem não pode acompanhar, a live ‘Brusque pela Apae’ ainda está disponível para visualização, tanto na página do Facebook da entidade como também no canal do Youtube da mesma até dia 30 de julho. Além disso, quem deseja contribuir também pode realizar doações através do QR Code disponível como também por meio de transferência/depósito bancário. Para doações:
Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Brusque
Banco do Brasil
Agência: 5233-7
Conta Corrente: 301640-4
CNPJ: 76 852 615 0001 08
Leia +14/07/2020

Ação solidária ‘Brusque pela Apae’ acontece no dia 10 de julho

Evento contará com live de artistas brusquenses e venda de alimentação em prol da entidade

Com o objetivo de contar com a união e colaboração da comunidade, a Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Brusque realiza na sexta-feira, dia 10 de julho, um evento especial: ‘Brusque pela Apae’. A ação contará com a apresentação de vários artistas brusquenses em uma live solidária, bem como com a venda de cachorro-quente e prato quente, que poderão ser retirados na sede da instituição. Toda a renda arrecadada na oportunidade será em prol da entidade.

Apresentações especiais
O evento acontece das 19h30 às 22h30 e contará com uma transmissão ao vivo (live). Na oportunidade Bia Barros, Mimi Reis, Calinho Luminoso, Didi Maçaneiro e Rogerinho Las Flores irão se revezar no palco, com um repertório variado, garantindo a animação do público em casa e recepcionando com boa música quem for até a entidade para a retirada dos pratos. “É um momento sensível para todos e ficamos muito felizes em contribuir para a Apae de Brusque, que merece toda a nossa solidariedade”, destaca Mimi Reis.
O público poderá acompanhar o evento através do canal do Youtube e da página do Facebook da Apae de Brusque e, durante a transmissão, poderá realizar doações em dinheiro para a manutenção das atividades da instituição. "Vamos reencontrar amigos, fazer música e levar alegria em prol de uma causa excelente. Brusque sempre abraçou a Apae e nós, como artistas não poderíamos fazer diferente. Somos muito gratos em contribuir para essa ação e que todos os brusquenses possam acolher essa causa e contribuir no dia 10 de julho", completa Bia Barros.
Toda a estrutura do evento será realizada com segurança e os cuidados necessários de prevenção contra o Covid-19, como uso de máscara, distanciamento, álcool gel, entre outros.

Alimentação
Além da boa música, a comunidade de Brusque também poderá adquirir o delicioso ‘cachorro-quente com duas linguicinhas’, tradicional nas edições da Festa da Apae, no valor de R$ 5,00; bem como a opção de meio frango assado acompanhado de maionese, macarrão e salada (o prato serve duas pessoas), no valor de R$ 30,00.
Os pedidos poderão ser feitos através do aplicativo Pedidos 10, pelo Whats App (47) 99936-0162 ou diretamente na sede da entidade. A retirada será via sistema Delivery (entrega) e Drive-Thru (retirada) na instituição.
“Em meio a esta pandemia nossos serviços foram paralisados, mas as despesas continuam. Nosso maior problema foi o cancelamento do pedágio, que seria realizado em junho, o que impactou em nosso caixa. Por isso pensamos em realizar esse evento especial, para que o público possa contribuir com a entidade, seja realizando doações em valor ou adquirindo algum dos alimentos disponíveis nesse dia. Convidamos toda Brusque, para mais uma vez poder ajudar nossa instituição”, declara o presidente da Apae de Brusque, Renato Roda.

Saiba mais
Fundada em 14 de setembro de 1955, a APAE de Brusque é a primeira Apae formada em Santa Catarina e a segunda constituída no Brasil. Seu início foi marcado após o nascimento de Pierre Moritz, filho dos saudosos Ruth e Carlos Moritz. Em 2020 a entidade completa 65 anos, e Pierre é um dos seus alunos. Com ele, cerca de 280 alunos recebem atendimento diário.
Ao longo da trajetória da Apae, pais e amigos se juntaram à caminhada e contribuem de forma permanente, visando o fortalecimento da instituição e a qualidade dos serviços prestados. A Apae Brusque oferece atendimento gratuito em todas as suas frentes de atuação: Clínica Uni Duni Tê, Instituto Santa Inês e Centro de Convivência Ruth de Sá.
Desde as medidas restritivas, adotadas em função da pandemia do Covid-19, os atendimentos presenciais foram suspensos, sendo mantidos apenas os Testes do Pezinho e da Orelhinha, mediante a agendamento, realizados pela Clínica Uni Duni Tê.

SERVIÇO
Brusque pela Apae
-Ação solidária em prol da instituição
-Sexta-feira, 10 de julho
-Das 19h30 às 22h30
-Live solidária com Bia Barros, Mimi Reis, Calinho Luminoso, Didi Maçaneiro e Rogerinho Las Flores (transmissão Youtube e página do Facebook da Apae de Brusque)
-Venda do tradicional ‘cachorro-quente com 2 linguicinhas’ – R$ 5,00
-Opção de prato quente: meio frango assado com maionese, macarrão e salada (para duas pessoas) - R$ 30,00
- Pedidos: plataforma Pedidos 10, pelo Whats App (47) 99936-0162 ou diretamente na sede da entidade. Retirada via sistema Delivery (entrega) e Drive-Thru (retirada)
- Mais informações: (47) 3351-2482.
- A Apae de Brusque fica na Av. Augusto Bauer, nº 350 - Jardim Maluche.
Leia +29/06/2020

Apae de Brusque é beneficiada com valores arrecadados em ação da plataforma Pedidos 10

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Brusque foi contemplada com o valor de R$ 2.838,00 resultantes da ação em parceria com a plataforma Pedidos 10, realizada no último sábado, 20 de junho. Na oportunidade, todos os pedidos realizados por meio do aplicativo tiveram o valor de R$ 1 revertido para a entidade. Ao todo, foram feitas 1.419 solicitações ao longo do dia e o resultado teve o valor real dobrado pela plataforma, em prol da entidade.
A ação foi uma forma da comunidade de Brusque poder contribuir para a arrecadação de recursos para a manutenção da entidade, que por conta das restrições da pandemia do Covid-19 impactaram diretamente a realização de eventos presenciais, como o pedágio.
“A Apae de Brusque fica muito feliz em ver, mais uma vez, esse retorno da comunidade com essa ação. É um valor muito significativo e agradecemos a todos que colaboraram, que fizeram seus pedidos, bem como a todos os envolvidos na iniciativa. Com certeza esse foi o primeiro de muitos eventos não presenciais que planejamos realizar ainda este ano em prol da entidade”, comenta o presidente da Apae de Brusque, Renato Roda.
Para a responsável pelas relações comerciais e publicitárias do Pedidos 10, Daiane Leite, a parceria na ação trouxe muito mais do que a contribuição financeira da comunidade, já que com a divulgação muitas pessoas puderam conhecer um pouco mais do trabalho desenvolvido pela Apae e a importância da instituição no dia a dia das famílias atendidas. “Foi um prazer enorme para a Pedidos 10 fazer esta ação, ao mesmo tempo que também um grande aprendizado, ao vermos vídeos enviados por alguns alunos e ao conhecer as ações da instituição em todas as suas frentes de atuação. Nosso muito obrigada a todos de Brusque que realizaram seus pedidos pela plataforma, alguns que fizeram isso pela primeira vez e em prol da causa. Estamos muito felizes em ver que essa colaboração vai ajudar a entidade”, comentou.

Saiba mais
Fundada em 14 de setembro de 1955, a APAE de Brusque é a primeira Apae formada em Santa Catarina e a segunda constituída no Brasil. Seu início foi marcado após o nascimento de Pierre Moritz, filho dos saudosos Ruth e Carlos Moritz. Em 2020 a entidade completa 65 anos, e Pierre é um dos seus alunos. Com ele, cerca de 280 alunos recebem atendimento diário.
Ao longo da trajetória da Apae, pais e amigos se juntaram à caminhada e contribuem de forma permanente, visando o fortalecimento da instituição e a qualidade dos serviços prestados. A Apae Brusque oferece atendimento gratuito em todas as suas frentes de atuação: Clínica Uni Duni Tê, Instituto Santa Inês e Centro de Convivência Ruth de Sá.
Desde as medidas restritivas, adotadas em função da pandemia do Covid-19, os atendimentos presenciais foram suspensos, sendo mantidos apenas os Testes do Pezinho e da Orelhinha, realizados pela Clínica Uni Duni Tê.
Leia +25/06/2020

6 de junho é o Dia Nacional do Teste do Pezinho

Saiba mais sobre a importância do teste, realizado há 28 anos em Brusque pela Clínica Uni Duni Tê


Neste sábado, 6 de junho, é celebrado o Dia Nacional do Teste do Pezinho. A data foi criada para lembrar e alertar a população sobre a importância do mesmo, responsável por diagnosticar precocemente, doenças genéticas e/ou metabólicas que podem levar à deficiência intelectual ou até mesmo a óbito, caso não sejam tratadas nos primeiros dias de vida dos bebês.
O Teste é obrigatório e gratuito em todo o território nacional, realizado a partir da coleta de gotinhas de sangue do calcanhar dos bebês, que são enviadas para análise e podem identificar até seis tipos diferentes de doenças.
Em Brusque a realização dos testes é feita há 28 anos pela Clínica Uni Duni Tê, anexo a Apae de Brusque, em todas as crianças nascidas nas cidades de Brusque, Guabiruba e Botuverá. Com o teste, são investigadas doenças, como: Fenilcetorúria, Fibrose Cística, Hipotireoidismo Congênito, Hiperplasia Adrenal Congênita, Deficiência de Biotinidase, Hemoglobinopatias e Anemia Falciforme.

Encaminhamentos
De acordo com a coordenadora da Clínica Uni Duni Tê, Valdete Batisti Archer, o Teste é uma triagem neonatal e além da coleta, é realizado acompanhamento caso haja alguma alteração, bem como o encaminhamento do bebê.
Para garantir a prevenção e impedir o desenvolvimento das doenças, a orientação é que o exame seja realizado preferencialmente no 3º dia de vida da criança, não sendo indicado ultrapassar o 5º dia de vida. Isso porque em algumas alterações e doenças é necessário que a partir do 14º dia de vida da criança já se inicie o tratamento, para que se evitem sequelas mais graves. “O ideal é que tenhamos o resultado do Teste o mais cedo possível, para que em caso de necessidade, sejam feitos outros exames complementares e possamos dar os encaminhamentos necessários para o tratamento”, acrescenta a coordenadora.
Desta forma, após a coleta, os exames são enviados para o Laboratório da Fundação Ecumênica de Proteção ao Excepcional (Fepe), em Curitiba (PR), que atualmente é o laboratório responsável pelos diagnósticos dos exames de todo o estado de Santa Catarina.
Os pais e também a Uni Duni Tê têm o acesso on-line dos resultados e, em caso da confirmação de alguma alteração, é feito o contato direto com a família. Em casos mais graves e urgentes, o laboratório entra em contato com a Clínica, que avisa e orienta a família.
Em Santa Catarina, o Hospital Infantil Joana de Gusmão, em Florianópolis é referência no atendimento e tratamento das possíveis alterações apresentadas pelo Teste do Pezinho, desta forma, os bebês que recebem algum diagnóstico são encaminhados até a unidade hospitalar.

Atendimentos
Em 2019 a Clínica Uni Duni Tê realizou 2.538 coletas no total, o que inclui também as re-coletas, já que em alguns casos, é necessário a repetição do exame. “Reforçamos que o Teste do Pezinho não é um diagnóstico, e sim uma triagem. Desta forma, em alguns casos há a necessidade de outros exames complementares”, explica Valdete.
Em 2020, somente no mês de maio foram realizados 196 atendimentos para coletas do Teste, na Clínica. “Nos três municípios também é feito um monitoramento na rede, em todas as crianças que nascem em Brusque, Guabiruba e Botuverá, onde é verificado se todas elas fizeram ou não o teste. É como uma busca ativa desses nascimentos. Em 2019 a Clínica entrou em contato com 322 famílias para ter a certeza se os testes foram realizados, já que muitas vezes a criança nasce em Brusque mas reside em outro município”, conta Valdete.
Segundo ela, em 2019, dos 322 contatos feitos, em 27 houve a necessidade de as Unidades de Saúde da Família mobilizassem os pais para a realização do exame, não só pela importância, mas também pela obrigatoriedade. “Por isso esse trabalho em rede, com as Secretarias e Unidades de saúde dos municípios, que são parceiros no programa, são tão importantes”, frisa.

Continuidade dos serviços
Mesmo com as restrições no período da pandemia, os Testes do Pezinho e da Orelhinha realizados pela Uni Duni Tê não foram interrompidos. Desta forma, a Clínica também adotou medidas de prevenção e orientação aos pais para a realização do mesmo.
Assim, os Testes são realizados de segunda à sexta-feira, das 8h às 10h (somente período da manhã). Para o atendimento é necessário entrar em contato pelos telefones ou (47) 98424-0617 ou 98459-0607, antes de ir até a sede da Uni Duni Tê. O uso de máscaras também é obrigatório e a indicação é que somente os pais dos bebês devem ir para o atendimento, acompanhando o recém-nascido, evitando levar crianças ou idosos.
“É um exame simples e que garante a prevenção de doenças que, se não tratadas, podem levar a consequências muito graves. Em 2019, tivemos uma média anual de 4 crianças com diagnósticos de doenças, que foram encaminhadas para tratamento. Que os pais possam vir, o mais cedo possível, fazer o exame e garantir a saúde e qualidade de vida de seus bebês”, complementa.
Na sexta-feira, 5 de junho, a mamãe Juliana Telles de Melo levou a pequena Ágatha Cristina Telles Rosa, de cinco dias de vida, para a realização do Teste. Moradora do bairro Poço Fundo, a mãe não deixou de ir até a Uni Duni Tê e garantir a realização do exame da filha. “Para mim é importante estar aqui, para sabermos se ela tem algum problema ou não. O quanto mais cedo soubermos melhor, para fazermos o tratamento adequado e garantir a saúde dela. Prevenir é essencial”, comentou na oportunidade.

Documentos necessários
Para a realização dos exames são necessários: Cartão Nacional do SUS (da mãe ou da criança); cópia do Comprovante de Residência da família; Certidão de Nascimento do bebê ou Declaração de Nascido-Vivo; Carteira de Saúde do bebê; CPF ou RG dos pais; carteira de Gestante da mãe.

Serviço
Teste do Pezinho
-Realizado pela Clínica Uni Duni Tê – Apae de Brusque
-De segunda à sexta-feira, das 8h às 10h
-Somente por agendamento, através dos telefones: (47) 98424-0617 ou 98459-0607
-A Uni Duni Tê fica na avenida Hugo Schloesser, nº 360, bairro Jardim Maluche, anexo a Apae de Brusque
-A Apae de Brusque também reforça que os demais serviços prestados pela instituição não estão sendo realizados. Apenas os Testes do Pezinho e da Orelhinha.



Leia +05/06/2020

Apae de Brusque entrega doações a família de alunos

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Brusque iniciou na segunda-feira, 25 de maio a entrega de algumas doações recebidas pela instituição, para os 273 alunos matriculados na entidade. Na oportunidade foram entregues máscaras faciais para proteção contra a Covid-19, ovos de chocolate, e aves congeladas.
Os ovos de chocolate foram doados pela Cacau Show; as aves pela Secretaria de Assistência Social do município; e as máscaras pelo Sesc. A distribuição será realizada até quarta-feira dia 27.
“Não realizamos campanhas de arrecadação de alimentos neste momento, pois a entidade acredita que não seria seguro o manuseio e a circulação de pessoas para isso. Neste momento estamos apenas distribuindo o que tínhamos recebido, seguindo todas as orientações e resoluções para que os processos sejam feitos de forma segura”, comenta a diretora executiva da entidade, Rosecler Ceratti Foletto.

Auxilio
Salete Wiedermann esteve na manhã desta segunda-feira na Apae de Brusque para a retirada dos produtos. Ela, que é mãe de Gustavo, 20 anos, aluno da entidade, aprovou a iniciativa da instituição em distribuir as doações recebidas. “Toda ajuda é de grande valor. Ficamos muito felizes e agradecemos muito todos que doaram”, comentou.
As famílias foram avisadas por telefone e também via troca de mensagens por grupos Whats App da instituição, já que a Apae não está realizando atividades presenciais, com exceção dos Testes do Pezinho e da Orelhinha, da Clínica Uni Duni Tê, com atendimento agendado e todos os cuidados necessários.
“Os grupos de Whats App também têm sido utilizados para envio de orientações e atividades às famílias dos nossos usuários, assim como demais instituições de ensino têm realizado. E vimos que tem sido um importante meio de comunicação, para troca com as famílias e com os nossos alunos, bem como para prestar o apoio necessário, dentro do que é possível, neste momento”, completa Rosecler.

Leia +26/05/2020

Prestação de contas referente a 9ª parcela do Convênio 001/2019, firmado com a Secretaria de Assistência Social da Prefeitura Municipal de Brusque.

Leia +22/05/2020

Prestação de contas referente a 8ª parcela do Convênio 001/2019, firmado com a Secretaria de Assistência Social da Prefeitura Municipal de Brusque.

Leia +22/04/2020

Apae de Brusque solicita uso de máscaras aos pais para a realização do Teste do Pezinho e da Orelhinha


A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Brusque solicita que todos os pais que se dirigirem até a Clínica Uni Duni Tê para realização do Teste do Pezinho e da Orelhinha nos recém-nascidos, utilizem máscaras.

A medida de proteção é necessária e se dá após o Decreto nº 8.586 da Prefeitura de Brusque, publicado na última segunda-feira, 13 de abril, sobre o uso de máscaras por parte de toda a população, ao sair do isolamento social.

Além disso, a Clínica Uni Duni Tê informa que mantém o atendimento para realização tanto do Teste do Pezinho como da Orelhinha nos recém-nascidos, de segunda à sexta-feira, das 8h às 10h. Para ter acesso ao serviço, é necessário:

1 – Entrar em contato com a Clínica, através do telefone (47) 98424-0617 para agendar horário para atendimento;

2 – Somente os pais dos bebês devem ir para o atendimento, acompanhando o recém-nascido, utilizando máscaras, e evitando levar crianças e idosos.

As medidas se fazem necessárias a fim de organizar o atendimento, evitando aglomerações e, portanto, dando maior segurança aos bebês, familiares e profissionais, em virtude do coronavírus.
Leia +17/04/2020

Comunicado Importante – Teste do Pezinho

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Brusque informa que a Clínica Uni Duni Tê mantém o atendimento para realização do Teste do Pezinho nos recém-nascidos, de segunda à sexta-feira, das 8h às 10h. Entretanto, para ter acesso ao serviço, é necessário:

1 – Entrar em contato com a Clínica, através do telefone (47) 98424-0617 para agendar horário para atendimento;
2 – Somente os pais dos bebês devem ir para o atendimento, acompanhando o recém-nascido, evitando levar crianças e idosos.

As medidas se fazem necessárias a fim de organizar o atendimento, evitando aglomerações e, portanto, dando maior segurança aos bebês, familiares e profissionais, em virtude do coronavírus.

Já o Teste da Orelhinha será agendado, para ser feito em outras datas, mediante entendimentos mantidos com a Secretaria de Saúde, já que o objetivo é reduzir o tempo de permanência das mães, famílias e dos bebês em locais públicos, considerando também que este exame pode ser realizado até o 30º dia de nascimento.
Leia +23/03/2020

Apae de Brusque divulga resultado de Bazar beneficente

Evento ocorreu no último final de semana, de 13 a 15 de março. Recursos serão usados para as despesas da instituição



A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Brusque divulgou o resultado de mais um bazar beneficente, com mercadorias apreendidas pela Receita Federal. O evento, realizado entre os dias 13 e 15 de março, comercializou 90% dos produtos disponíveis e arrecadou o valor de R$ 218 mil para a entidade.
“Estamos muito felizes por esse resultado tão significativo. Foram três dias intensos, mas tudo ocorreu de forma ordenada e tranquila, desde a chegada do público até o tempo de espera. Apenas no primeiro dia tivemos um pouco mais de espera, pela concentração maior de pessoas, mas depois foi muito tranquilo. Agradecemos a todos que estiveram presentes e que contribuíram para a instituição”, comentou o presidente da Apae de Brusque, Renato Roda.

Destinação
Em relação ao valor arrecadado, o presidente da entidade destaca que são várias as necessidades, entretanto a arrecadação deverá ser destinada para duas ações. “Temos a intenção de investirmos numa sala de Pediasuit, que auxilia muito no desenvolvimento dos nossos alunos. A outra parte do valor arrecadado no bazar também deverá ser utilizado para cobrir as despesas da entidade durante o ano, já que não somos autossuficientes financeiramente”, pontua.
Além disso, de acordo com Roda, atualmente uma das principais necessidades da instituição é a construção de novos espaços para atendimento. Em relação ao assunto, a Apae possui um projeto, de ampliação de área, por meio da construção de um segundo piso sobre a estrutura da Clínica Uni Duni Tê, entretanto precisa de maior investimento para ser realizado. “É um projeto grandioso, e que precisará de apoio e doações de parceiros, para podermos realizá-lo. Desta forma poderemos ampliar nossos atendimentos à população”, considera.

Produtos restantes
Em relação aos produtos que não foram vendidos durante o bazar, uma parte foi encaminhada ao Clube de Mães da entidade, como produtos de beleza, cosméticos, brinquedos e vestuário, que serão utilizados nos eventos do Clube, como o bingo, e também nos prêmios da Pescaria, da Festa da Apae, realizada em setembro.
Já os produtos de valor mais elevado, como eletrônicos, serão utilizados na rifa da Festa ou então nas rodas da Fortuna da mesma.

Agradecimentos
Além dos colaboradores da Apae de Brusque, os voluntários foram essenciais para o sucesso do evento. “Fica o nosso agradecimento especial a todos que se dedicaram para que tivéssemos esse resultado positivo. A todos os compradores que estiveram na entidade, que foram mais de 800, agradecemos também, pois sabemos que muito mais do que levar o produto, eles demonstraram o lado humano e a intenção de ajudar a entidade, o que nos deixa sempre muito felizes”, completa.
Por fim o presidente da entidade ainda agradeceu o empenho e apoio da imprensa da região na divulgação do evento, o que foi essencial para que o público tivesse conhecimento e também pudesse prestigiar. “O bazar foi amplamente divulgado. Mais uma vez tivemos um apoio muito grande da imprensa local na divulgação dos eventos da entidade, e esse resultado também é por isso. Todo o nosso agradecimento especial”, acrescentou Roda.
Leia +19/03/2020

Prestação de contas referente a 7ª parcela do Convênio 001/2019, firmado com a Secretaria de Assistência Social da Prefeitura Municipal de Brusque.

Leia +18/03/2020

Prestação de contas referente a 2ª parcela do Termo de Colaboração 002/2019, firmado com o Fundo Municipal de Saúde de Brusque.

Leia +18/03/2020

Prestação de contas da 12ª Parcela referente ao Termo Aditivo 07/2019, do Convênio 2017TR309, firmado com o Governo do Estado de Santa Catarina, por intermédio da Fundação Catarinense de Educação Especial

Leia +18/03/2020

Bazar beneficente da Apae de Brusque acontece neste final de semana

Evento com mercadorias apreendidas pela Receita Federal acontece na sede da entidade

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Brusque realiza nesta final de semana dias 13, 14, e 15 de março mais um bazar beneficente com mercadorias apreendidas pela Receita Federal. São diversos produtos de vestuário, brinquedos, cosméticos, eletrônicos, acessórios e itens de informática, entre outros. A venda dos produtos será revertida para a instituição.
Na sexta-feira, 13, primeiro dia do evento, uma grande quantidade de pessoas marcou presença para garantir seus produtos. Apenas no período da manhã, cerca de 150 pessoas foram atendidas, e o mesmo número foi previsto para o período da tarde, totalizando 300 pessoas no primeiro dia. Além disso, monitores simultâneos realizam o atendimento, para agilizar ainda mais o processo e orientar o público na escolha dos produtos.
“Nossa expectativa neste primeiro dia se concretizou. Os trabalhos fluíram normalmente, os voluntários compareceram todos para nos auxiliar e tudo está dentro do esperado. Nossas expectativas são de obtermos um bom resultado com as vendas, que será revertido para manter as despesas da instituição no decorrer do ano”, declarou o presidente da Apae de Brusque, Renato Roda.

Experiência
O metalúrgico André Alves Januário, morador do bairro Planalto, foi um dos que esteve no primeiro dia do bazar. Ele, que já participou de edições anteriores marcou presença em mais uma oportunidade. “Encontrei bastante produtos diferentes, os preços estavam agradáveis e até acabei levando algumas coisas que não eu tinha em mente. Além da parte social, é claro, em poder contribuir para a entidade, que realiza um trabalho tão sério”, comentou.
Da mesma forma, o casal Nilson Paza e Marlete Paza foram até a sede da Apae de Brusque na sexta-feira pela manhã. Eles chegaram pelas 7h para garantir a senha e aguardaram para serem atendidos. “Gosto muito de participar, de ver os produtos e compensa muito vir. Tem bastante variedade e saímos daqui satisfeitos. Além do que é mais gratificante ainda poder saber que estamos ajudando a entidade. Nas próximas edições, vamos voltar com certeza”, completou a comerciante.
Já entre os voluntários, que auxiliam o público no momento da compra e escolha dos itens, estava o corretor de imóveis Fabrício Paolini, que pela primeira vez se dedicou ao trabalho voluntário para a Apae. “Vi na internet que a entidade estava precisando de voluntários e me inscrevi. Sempre quis fazer algum trabalho assim e vi a possibilidade de vir, ao conciliar com o meu trabalho. Gosto de ter esse contato com o público, de interagir com as pessoas e foi uma grande experiência estar aqui como voluntário. Encontrei conhecidos, fiz novas amizades, e indico que quem puder, contribua, pois, o maior ganho nessa troca é de quem se doa”, declarou.

Programação
O bazar acontece ainda neste sábado e domingo, das 8h às 17h, com distribuição de senhas a partir das 7h, por ordem de chegada. As senhas serão diárias e limitadas a 300 pessoas por dia.
Para adquirir os itens é obrigatória a apresentação do CPF e RG (originais) na hora da compra. O limite de compra é de R$ 700 por pessoa. Serão aceitos pagamentos à vista, além de cartões de débito e crédito (em até 5x). “Convidamos a população de Brusque e região para vir até o evento, nos próximos dias, para conferir as mercadorias e colaborar com a entidade”, complementa o presidente da instituição.
A Apae de Brusque fica na avenida Augusto Bauer, nº 350, Bairro Jardim Maluche. Mais informações: (47) 3351-2482.


SERVIÇO
Bazar da Apae de Brusque
Na sede da entidade: av. Augusto Bauer,350 - Jardim Maluche
Sábado, 14, e domingo, 15 de março
Distribuição de senhas a partir das 7h
Atendimento das 8h às 17h (sem fechar para o almoço)
Limite de compra: R$ 700 por pessoa
Indispensável a apresentação de CPF e RG
Mais informações: (47) 3351-2482.


Leia +13/03/2020

Prestação de contas da 11ª Parcela referente ao Termo Aditivo 07/2019, do Convênio 2017TR309, firmado com o Governo do Estado de Santa Catarina, por intermédio da Fundação Catarinense de Educação Especial

Leia +28/02/2020

Prestação de contas da 10ª Parcela referente ao Termo Aditivo 07/2019, do Convênio 2017TR309, firmado com o Governo do Estado de Santa Catarina, por intermédio da Fundação Catarinense de Educação Especial

Leia +28/02/2020

Prestação de contas da 9ª Parcela referente ao Termo Aditivo 07/2019, do Convênio 2017TR309, firmado com o Governo do Estado de Santa Catarina, por intermédio da Fundação Catarinense de Educação Especial

Leia +28/02/2020

Prestação de contas da 8ª Parcela referente ao Termo Aditivo 07/2019, do Convênio 2017TR309, firmado com o Governo do Estado de Santa Catarina, por intermédio da Fundação Catarinense de Educação Especial

Leia +28/02/2020

Apae de Brusque realiza bazar beneficente com mercadorias apreendidas pela Receita Federal

Evento acontece de 13 a 15 de março, na sede da entidade

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Brusque realiza nos dias 13, 14 e 15 de março um bazar beneficente com mercadorias apreendidas pela Receita Federal. São diversos produtos de vestuário, brinquedos, cosméticos, eletrônicos, acessórios e itens de informática, entre outros. A venda dos produtos será revertida para a instituição.
O bazar acontece das 8h às 17h, nos três dias, entretanto haverá distribuição de senhas a partir das 7h, por ordem de chegada. As senhas serão diárias e limitadas.
Para adquirir os itens é obrigatória a apresentação do CPF e RG (originais) na hora da compra. Serão aceitos pagamentos à vista, além de cartões de débito e crédito (em até 5x).
A Apae de Brusque fica na avenida Augusto Bauer, nº 350, Bairro Jardim Maluche. Mais informações: (47) 3351-2482.

Voluntários
Além disso, para a realização do evento, a Apae de Brusque necessita de voluntários nos três dias de realização do bazar. Interessados podem entrar em contato com a instituição através do telefone (47) 3351-2482, com Milani, ou por e-mail contato@apaebrusque.org.br . Aos que necessitam, a Apae fornecerá declaração de horas complementares.

Leia +27/02/2020

Clínica Uni Duni Tê não terá expediente nesta segunda-feira, 24 de fevereiro

A Clínica Uni Duni Tê informa que, em virtude do Feriado de Carnaval, estará fechada na segunda-feira, 24 de fevereiro. O atendimento normal volta a partir de terça-feira, 25, das 8h às 10h para a realização dos Testes do Pezinho e da Orelhinha.
Mais informações: (47) 3351-2482 (ramal 5) ou (47) 9.8424-0617. A Uni Duni Tê fica na avenida Hugo Schloesser, nº 360, bairro Jardim Maluche, anexo a Apae de Brusque.

Apae
Além disso, a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Brusque informa que não haverá expediente na segunda e terça-feira, dias 24 e 25 de fevereiro. De acordo com o Decreto nº 432, de 23 de janeiro de 2020, conforme o calendário de pontos facultativos, os atendimentos voltam normalmente na quarta-feira, 26, no período da tarde. Mais informações: (47) 3351-2482.
Leia +21/02/2020

Prestação de contas referente a 6ª parcela do Convênio 001/2019, firmado com a Secretaria de Assistência Social da Prefeitura Municipal de Brusque.

Leia +30/01/2020

Testes do Pezinho e da Orelhinha têm novo horário de atendimento

Mudança passa a ser a partir do dia 3 de fevereiro na Clínica Uni Duni Tê

A Clínica Uni Duni Tê informa a toda a comunidade de Brusque e região que a partir do dia 3 de fevereiro, os Testes do Pezinho e da Orelhinha passarão a ser realizados em novo horário: de segunda a sexta-feira, das 8h às 10h.
Além da mudança para o período da manhã, haverá a ampliação para mais um dia de atendimento, agora nas sextas-feiras.
De acordo com a coordenadora da Uni Duni Tê, Valdete Battisti Archer, a mudança visa qualificar o atendimento prestado, tendo em vista que o principal ganho será a redistribuição do fluxo, com um dia a mais de atendimento. “A mudança para o período da manhã se dá tanto por solicitação das famílias quanto para garantir a logística para o envio das amostras coletadas na sexta-feira de manhã, que já podem ser enviadas para o diagnóstico no período da tarde”, comenta.
Ambos os Testes são obrigatórios em todo o território nacional e gratuitos. Os bebês residentes em Brusque, Guabiruba e Botuverá realizam essas triagens na UniDuniTê, há 28 anos, em parceira com as secretarias de Saúde desses municípios.

3º dia de vida
Outra orientação aos pais é que possam levar os recém-nascidos para a realização dos Testes no 3º dia de vida. “Os Testes do Pezinho e da Orelhinha são triagens neonatais. Assim, quanto mais precoce eles forem realizados, melhor. Para garantir a prevenção e impedir o desenvolvimento das doenças o exame, em especial do Pezinho, deve ser realizado de preferência no 3º dia de vida do bebê, não sendo indicado que se ultrapasse o 5º dia, já que as triagens muitas vezes exigem recoletas ou necessidade de exames complementares”, completa a coordenadora.

Saiba mais
O Teste do Pezinho é um exame rápido, em que são coletadas gostas de sangue do calcanhar do bebê, com o objetivo de diagnosticar precocemente doenças genéticas e/ou metabólicas que podem levar à deficiência intelectual ou até a óbito, caso não tratadas o mais rápido possível. Com o teste, são investigadas doenças, como: Fenilcetorúria, Fibrose Cística, Hipotireoidismo Congênito, Hiperplasia Adrenal Congênita, Deficiência de Biotinidase, Hemoglobinopatias e Anemia Falciforme.
O Teste da Orelhinha é um exame importante para detectar possíveis problemas de audição do bebê. É utilizado equipamento capaz de gerar estímulos sonoros e mostrar como o ouvido do bebê reage a eles. O teste tem como objetivo buscar com mais antecedência possível se a criança possui algum problema auditivo, para facilitar o tratamento. O indicado é que seja realizado até o primeiro mês de vida.

Documentos necessários
Para a realização dos exames são necessários: Cartão Nacional do SUS (da mãe ou da criança); cópia do Comprovante de Residência da família; Certidão de Nascimento do bebê ou Declaração de Nascido-Vivo; Carteira de Saúde do bebê; CPF ou RG dos pais; carteira de Gestante da mãe.
Mais informações: (47) 3351-2482 (ramal 5) ou (47) 9.8424-0617. A Uni Duni Tê fica na avenida Hugo Schloesser, nº360, bairro Jardim Maluche, anexo a Apae de Brusque.
Leia +27/01/2020

Prestação de contas da 7ª Parcela referente ao Termo Aditivo 07/2019, do Convênio 2017TR309, firmado com o Governo do Estado de Santa Catarina, por intermédio da Fundação Catarinense de Educação Especial

Leia +23/01/2020

Prestação de contas referente a 1ª parcela do Termo de Colaboração 002/2019, firmado com o Fundo Municipal de Saúde de Brusque.